Nesta quinta-feira, haverá drive-thru de vacinação contra a gripe

Movimento será realizado no Parque da Gare, no trecho em frente a Feira do Produtor, das 13h às 17h. O objetivo é ampliar a cobertura vacinal da população

A Prefeitura fará, nesta quinta-feira, 1 de junho, um drive-thru de vacinação contra a gripe. Equipes da Saúde estarão no Parque da Gare, no trecho em frente a Feira do Produtor, das 13h às 17h, para fazer a aplicação da vacina com o objetivo de ampliar a cobertura vacinal da população. Poderão fazer o reforço todas as pessoas com mais de seis meses.

Conforme a Coordenadora de Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, é importante que a vacina contra a gripe seja feita anualmente para a proteção individual e coletiva, uma vez que vacinação contra a influenza permite, ao longo do respectivo ano, minimizar a carga e prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, reduzindo os sintomas nos grupos prioritários e, consequentemente, a sobrecarga sobre os serviços de saúde. “A vacinação é uma das medidas para proteger contra a doença, suas complicações e óbitos, além de contribuir com a redução da circulação viral entre a população, especialmente, entre os indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco”, pontua, enfatizando que somente 47% dos grupos considerados prioritários fizeram a vacina.


Seguindo uma Instrução Normativa (IN) da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as vacinas influenza trivalentes utilizadas nesta campanha apresentam três tipos de cepas de vírus em combinação: Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B linhagem Victoria.

Prefeitura abre processo para a contratação de médicos, pediatras e fonoaudiólogos

As inscrições deverão ser realizadas até o dia 31 de maio, exclusivamente, na sede da Secretaria Municipal de Saúde, na Rua Independência, 185, Centro

A Prefeitura de Passo Fundo abriu, nesta semana, um processo seletivo para a contratação de médicos generalistas, clínicos gerais, especialistas em Saúde da Família e Comunidade e pediatras para atendimento na rede pública de Saúde. A partir do mesmo edital, também serão contratados fonoaudiólogos.

Conforme o secretário de Saúde, João Pedro Nunes, não há um número determinado de médicos que serão chamados. O quantitativo precisará ser suficiente para o cumprimento de duas mil horas e dependerá da jornada de trabalho indicada pelos profissionais durante a inscrição. “Precisamos suprir estas duas mil horas na rede municipal de Saúde para o atendimento da população. As escalas e os locais de trabalho serão determinados pela secretaria de acordo com a necessidade. No ato de inscrição, os profissionais poderão definir uma jornada de 10, 20, 30 ou 40 horas por semana”, justificou.

A remuneração será de condizente com a carga horária. Os médicos generalistas, clínicos gerais, especialistas em Saúde da Família e Comunidade e pediatras que assumirão uma jornada de trabalho de 40 horas semanais receberão R$ 16.787,67.

Já a contratação de fonoaudiólogos deverá cumprir uma jornada de até 630 horas semanais, distribuídas em jornadas de trabalho de 35 horas por semana. A remuneração mensal será no valor de R$ 5.174,19.

A contratação será a partir de Processo Seletivo Público Simplificado com a avaliação de títulos. As inscrições deverão ser realizadas até o dia 31 de maio, exclusivamente, na sede da Secretaria Municipal de Saúde, na Rua Independência, 185, Centro, com a entrega dos documentos indicados no edital (52/2023), que pode ser acessado no site da Prefeitura (www.pmpf.rs.gov.br).

Vacinação contra a gripe será aberta para toda a população a partir de segunda-feira (15)

Com a mudança, o Município busca ampliar a cobertura vacinal, considerada baixa até o momento

Passo Fundo abrirá, a partir de segunda-feira (16), a vacinação contra a gripe para toda a população. Com a mudança, o Município busca ampliar a cobertura vacinal, considerada baixa até o momento.

Como explica a coordenadora de Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, a vacinação foi iniciada em em 10 de abril e, enquanto a meta é vacinar 90% do público, somente 37% dos grupos prioritários elencados fizeram o reforço ao longo dos 40 dias. “Realizamos uma reunião com o secretário de Saúde, João Pedro Nunes, e as coordenações do Município. Devido à baixa procura, ao fato de termos a circulação do vírus em Passo Fundo e a quantidade de doses disponíveis, decidimos abrir a vacinação para todas as pessoas. Então, todas as pessoas a partir dos seis meses, incluindo os grupos prioritários, poderão se dirigir até uma das 27 unidades de saúde que vacinam”, afirma.

Conforme Marisa, é importante que a população faça o reforço para a proteção individual e coletiva, uma vez que vacinação contra a influenza permite, ao longo do respectivo ano, minimizar a carga e prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, reduzindo os sintomas nos grupos prioritários e, consequentemente, a sobrecarga sobre os serviços de saúde. “A vacinação é uma das medidas para proteger contra a doença, suas complicações e óbitos, além de contribuir com a redução da circulação viral entre a população, especialmente, entre os indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco”, pontua.


Seguindo uma Instrução Normativa (IN) da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as vacinas influenza trivalentes que serão utilizadas nesta campanha apresentam três tipos de cepas de vírus em combinação: Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B linhagem Victoria.

Para a vacinação, a população deverá se dirigir a uma das salas portando documento de identificação com foto, cartão SUS e CPF. Em se tratando das pessoas acamadas, as equipes das unidades de saúde irão até a residência para vacinação em casa. A vacinação deste público deverá ser solicitada por telefone na unidade de saúde de sua referência para que a equipe consiga organizar a demanda.

Locais
- Central de Vacinas
- Ambulatório de Especialidades
- Cais Petrópolis
- Cais Hípica
- Cais Boqueirão
- Cais Vila Luíza
- Cais São Cristóvão
- ESF Adriana Lírio
- ESF São José
- ESF São Luiz Gonzaga
- ESF Adolfo Groth
- ESF Donária / Santa Marta
- ESF Mattos
- ESF Nenê Graeff
- ESF Jerônimo Coelho
- ESF Planaltina
- ESF São Cristóvão
- ESF Valinhos
- ESF Ricci
- ESF Zachia
- ESF Adirbal Corralo
- ESF Jaboticabal
- ESF Caic Edu Azambuja
- UBS Parque Farroupilha
- UBS Ivo Ferreira
- UBS Jardim América
- UBS Vila Nova / Santa Maria

HoráriosUBS, ESF e Ambulatório de Especialidades
segunda a sexta-feira – das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30

Central de Vacinas
segunda a sexta-feira – das 8h às 18h

Cais
segunda a sexta-feira – das 8h às 18h
sábado – das 8h às 11h

Cais Petrópolis
segunda a sexta-feira – das 8h às 21h30
sábado – das 8h às 11h

Dia D de vacinação contra a gripe será neste sábado

Ao todo, 27 salas de vacinação de Passo Fundo estarão mobilizadas das 8h às 17h, sem intervalo ao meio-dia


O Dia D de vacinação contra a gripe será neste sábado, 6 de maio. Ao todo, 27 salas de vacinação de Passo Fundo estarão mobilizadas das 8h às 17h, sem intervalo ao meio-dia. O objetivo é ampliar a cobertura vacinal dos grupos prioritários.

Podem receber o reforço anual: crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias); trabalhadores da Saúde; idosos com 60 anos ou mais; pessoas com deficiência; pessoas com comorbidades; gestantes; puérperas; trabalhadores da Educação; caminhoneiros; trabalhadores do Transporte Coletivo (motoristas e cobradores); povos indígenas; profissionais das Forças de Segurança e Salvamento; profissionais das Forças Armadas; adolescentes em medidas socioeducativas; e população privada de liberdade.

De acordo com a coordenadora de Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, a meta da Campanha contra a Influenza é vacinar 90% destes grupos, que somam 89 mil pessoas em Passo Fundo. “É fundamental que as pessoas incluídas nestes grupos busquem uma das unidades para atualizar a vacinação”, afirma.

A população poderá se dirigir a uma das salas portando documento de identificação com foto, cartão SUS ou CPF e um comprovante que comprove o grupo prioritário que se encaixa.

Conforme Marisa, a vacinação contra a influenza permite, ao longo do respectivo ano, minimizar a carga e prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, reduzindo os sintomas nos grupos prioritários e, consequentemente, a sobrecarga sobre os serviços de saúde. “A vacinação é uma das medidas para proteger contra a doença, suas complicações e óbitos, além de contribuir com a redução da circulação viral entre a população, especialmente, entre os indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco”, pontua.

Seguindo uma Instrução Normativa (IN) da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as vacinas influenza trivalentes que serão utilizadas nesta campanha apresentam três tipos de cepas de vírus em combinação: Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B linhagem Victoria.

Grupos
- Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias)
- Trabalhadores da Saúde
- Idosos com 60 anos ou mais
- Pessoas com deficiência
- Pessoas com comorbidades
- Gestantes
- Puérperas
- Trabalhadores da Educação
- Povos indígenas
- Caminhoneiros
- Trabalhadores de transporte coletivo (motoristas e cobradores)
- Profissionais das Forças de Segurança e Salvamento
- Profissionais das Forças Armadas
- Adolescentes em medidas socioeducativas
- População privada de liberdade


Locais
- Central de Vacinas
- Ambulatório de Especialidades
- Cais Petrópolis
- Cais Hípica
- Cais Boqueirão
- Cais Vila Luíza
- Cais São Cristóvão
- ESF Adriana Lírio
- ESF São José
- ESF São Luiz Gonzaga
- ESF Adolfo Groth
- ESF Donária / Santa Marta
- ESF Mattos
- ESF Nenê Graeff
- ESF Jerônimo Coelho
- ESF Planaltina
- ESF São Cristóvão
- ESF Valinhos
- ESF Ricci
- ESF Zachia
- ESF Adirbal Corralo
- ESF Jaboticabal
- ESF Caic Edu Azambuja
- UBS Parque Farroupilha
- UBS Ivo Ferreira
- UBS Jardim América
- UBS Vila Nova / Santa Maria

Dia D de vacinação contra a gripe será em 6 de maio

Unidades de saúde estarão abertas das 8h às 17h para a imunização dos grupos prioritários


O Dia D de vacinação contra a gripe será em 6 de maio, num sábado. Serão 27 salas de vacinação abertas das 8h às 17h. O objetivo é ampliar a cobertura vacinal dos grupos prioritários.

Podem receber o reforço anual: crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias); trabalhadores da Saúde; idosos com 60 anos ou mais; pessoas com deficiência; pessoas com comorbidades; gestantes; puérperas; trabalhadores da Educação; caminhoneiros; trabalhadores do Transporte Coletivo (motoristas e cobradores); povos indígenas; profissionais das Forças de Segurança e Salvamento; profissionais das Forças Armadas; adolescentes em medidas socioeducativas; e população privada de liberdade.

De acordo com a coordenadora de Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, a meta da Campanha contra a Influenza é vacinar 90% destes grupos, que somam 89 mil pessoas em Passo Fundo. “É fundamental que as pessoas incluídas nestes grupos busquem uma das unidades para atualizar a vacinação”, afirma.

A população poderá se dirigir a uma das salas portando documento de identificação com foto, cartão SUS ou CPF e um comprovante que comprove o grupo prioritário que se encaixa.

Conforme Marisa, a vacinação contra a influenza permite, ao longo do respectivo ano, minimizar a carga e prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, reduzindo os sintomas nos grupos prioritários e, consequentemente, a sobrecarga sobre os serviços de saúde. “A vacinação é uma das medidas para proteger contra a doença, suas complicações e óbitos, além de contribuir com a redução da circulação viral entre a população, especialmente, entre os indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco”, pontua.

Seguindo uma Instrução Normativa (IN) da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as vacinas influenza trivalentes que serão utilizadas nesta campanha apresentam três tipos de cepas de vírus em combinação: Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B linhagem Victoria.

Grupos
- Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias)
- Trabalhadores da Saúde
- Idosos com 60 anos ou mais
- Pessoas com deficiência
- Pessoas com comorbidades
- Gestantes
- Puérperas
- Trabalhadores da Educação
- Povos indígenas
- Caminhoneiros
- Trabalhadores de transporte coletivo (motoristas e cobradores)
- Profissionais das Forças de Segurança e Salvamento
- Profissionais das Forças Armadas
- Adolescentes em medidas socioeducativas
- População privada de liberdade


Locais
- Central de Vacinas
- Ambulatório de Especialidades
- Cais Petrópolis
- Cais Hípica
- Cais Boqueirão
- Cais Vila Luíza
- Cais São Cristóvão
- ESF Adriana Lírio
- ESF São José
- ESF São Luiz Gonzaga
- ESF Adolfo Groth
- ESF Donária / Santa Marta
- ESF Mattos
- ESF Nenê Graeff
- ESF Jerônimo Coelho
- ESF Planaltina
- ESF São Cristóvão
- ESF Valinhos
- ESF Ricci
- ESF Zachia
- ESF Adirbal Corralo
- ESF Jaboticabal
- ESF Caic Edu Azambuja
- UBS Parque Farroupilha
- UBS Ivo Ferreira
- UBS Jardim América
- UBS Vila Nova / Santa Maria

Vacina bivalente contra a Covid-19 é disponibilizada para todas as pessoas acima dos 18 anos

A vacina bivalente conta com cepas atualizadas contra o coronavírus, incluindo a proteção contra a variante ômicron

A partir desta terça-feira (25), a vacina bivalente contra a Covid-19 estará disponível para todas as pessoas com mais de 18 anos em Passo Fundo. A mudança na vacinação segue uma Nota Técnica do Ministério da Saúde, que considera a disponibilidade de doses das doses e a atualização da resposta imunológica de uma população maior frente às novas variantes da doença.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, João Pedro Nunes, é importante que a população faça a dose de reforço. “Os reforços da vacina contra a Covid-19 são necessários, pois, assim como acontece com a gripe, a imunidade contra a doença diminui depois de algum tempo. Assim, é importante que as pessoas se conscientizem sobre a necessidade de manter a vacinação”, afirma.

A vacina bivalente conta com cepas atualizadas contra o coronavírus, incluindo a proteção contra a variante ômicron. Para receber essa dose, a pessoa precisa ter concluído, pelo menos, o esquema primário da vacinação contra a Covid-19, composto pelas duas primeiras doses das vacinas monovalentes há quatro meses ou mais.

A coordenadora do Núcleo de Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, orienta que a população verifique a carteirinha e complete o esquema vacinal. “Temos mantido uma média alta de casos ativos, que hoje está em 1.800. Embora sejam casos leves, orientamos que as pessoas façam a vacina que está disponível”, pontua.



Vacina bivalente
Locais

Cais São Cristóvão, Cais Petrópolis, Cais Vila Luíza, Cais Hípica, Cais Boqueirão, Ambulatório de Especialidades, ESF Nenê Graeff, ESF Zachia, Ambulatório São José, ESF Donária/Santa Marta, ESF São Luiz Gonzaga, ESF Adirbal Corralo, ESF Planaltina, ESF São Cristóvão, ESF Adolfo Groth, ESF Jaboticabal, UBS Vila Nova, UBS Parque Farroupilha e Central de Vacinas.

Horários

ESF, UBS e ambulatórios: de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30

Central de Vacinas: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h
Cais: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e nos sábados, das 8h às 11h
Cais Petrópolis: de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h30, e nos sábados, das 8h às 11h

Prefeitura intensifica medidas de combate à dengue

Com aproximadamente 300 casos confirmados da doença, Município pede a colaboração da comunidade para a limpeza das residências e a eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti

A Prefeitura de Passo Fundo intensificou o combate à dengue com uma série de medidas de prevenção que buscam, sobretudo, a eliminação de possíveis criadouros e a conscientização da população. O município registra aproximadamente 300 casos positivos da doença.

Conforme o secretário de Saúde, João Pedro Nunes, são várias frentes de trabalho, como ações de bloqueio com inseticida em áreas com pessoas infectadas, disponibilização de recursos para que a comunidade faça o descarte correto de resíduos e campanhas informativas, além do trabalho diário realizado pelos agentes de endemias. “O combate à dengue é feito há bastante tempo na cidade e foi reforçado devido ao aumento de casos que está acontecendo no país e também ocorre em Passo Fundo. Pedimos a colaboração das pessoas para que sigam as orientações e façam a limpeza de suas casas, evitando água parada”, afirma.

Limpeza e conscientização
Ao longo de todo o ano de 2022, foram registrados 41 casos de dengue na cidade. O grande número de confirmações no primeiro quadrimestre de 2023 tem como principal razão o relaxamento das medidas de prevenção.

Conforme a chefe do núcleo de Vigilância Ambiental, é importante que a comunidade participe efetivamente do combate ao Aedes aegypti. “Precisamos trabalhar para mudar o comportamento das pessoas em relação à água parada e ao descarte de lixo. Se cada um fizer a sua parte, conseguiremos mudar o cenário do município e frear a elevação dos casos. A população deve ajudar estabelecendo o hábito de verificar o pátio das casas e acabando com a água parada. Virar os pratinhos de plantas, manter a limpeza de piscinas, as caixas de água tampadas e eliminar os objetos que estejam acumulando água são ações simples e necessárias”, considera Ivânia.

A Prefeitura está realizando campanhas informativas com orientações para a população. Ainda, disponibilizando contêineres em pontos específicos da cidade para que os moradores possam fazer o descarte adequado de resíduos, evitando o acúmulo de lixo nos pátios.

Pulverização
A Prefeitura também está trabalhando no bloqueio do mosquito com a pulverização em áreas que tiveram casos confirmados, como nos bairros Lucas Araújo, Vila Luíza, Petrópolis e Annes. O supervisor dos agentes de endemias, Bruno Dias, explica que essa é uma estratégia imediata quando se torna necessário o combate ao vetor na forma adulta. “Realizamos essa ação para bloquear os mosquitos adultos com um equipamento de pulverização e com a utilização de inseticida na residência dos moradores que tiveram a doença confirmada, nas casas ao lado e num raio que compreende o quarteirão e na frente dos outros quarteirões”, afirma, enfatizando que o produto é seguro para as pessoas e para os animais domésticos.

Onde procurar atendimento
A dengue provoca sintomas como febre, dores de cabeça e no corpo, mal-estar, dor no fundo dos olhos e manchas avermelhadas na pele. É uma doença que pode matar e, portanto, exige a atenção de toda a população.

Pessoas com suspeita e sinais clínicos da doença devem buscar atendimento nas unidades de saúde. Casos graves são atendidos no Hospital Municipal, Hospital de Clínicas e Hospital São Vicente de Paulo.

Escola das Profissões: inscrições para novos cursos iniciam terça-feira (25)

Capacitações serão abertas para 16 modalidades de ensino. Desde a abertura das formações gratuitas, em agosto de 2022, mais de seis mil pessoas já se inscreveram no programa da Prefeitura de Passo Fundo



Procurando uma oportunidade de se qualificar profissionalmente? A Prefeitura de Passo Fundo abre, nesta terça-feira (25), as inscrições para mais 16 cursos gratuitos de capacitação e formação, através da Escola das Profissões. Os interessados têm até o dia 03 de maio para se candidatarem às mais de 300 vagas que serão ofertadas. O processo de inscrição é feito pelo site http://eprof.educapf.org.

De acordo com a coordenação da Escola das Profissões, nesta etapa serão promovidos 16 cursos em áreas como manicure, corte e costura, designer de sobrancelhas, gastronomia, assistente administrativo, assistente de logística, hotelaria, informática básica, elaboração de planilhas, inglês e espanhol para atendimento ao público e cabeleireiro.

Ao avaliar as ações da Escola, o prefeito de Passo Fundo, Pedro Almeida, reforçou o compromisso da Administração Municipal em promover e facilitar o acesso da população à formação e qualificação profissional. “A Escola das Profissões cumpre um papel fundamental no nosso município, que é o de gerar oportunidades de trabalho para as pessoas. Vamos seguir investindo e ampliando as formações e capacitações”, destacou ele.

Para os candidatos inscritos nesta edição, as aulas vão iniciar no dia 09 de maio, na Estação 2, que funciona junto à Faculdade Anhanguera; e na também na Leão XIII. As vagas ofertadas serão direcionadas, preferencialmente, para pessoas maiores de 18 anos e que estão cursando ou já concluíram o Ensino Médio. Ainda, terão prioridade para a seleção, gestantes e mães acompanhadas pelo programa Meu Bebê, Meu Tesouro; pessoas que participaram do Café com Emprego; imigrantes; pessoas com deficiência e pessoas beneficiárias do CadÚnico, que deverão fazer a comprovação assim que forem selecionados.

Conforme a coordenação da Escola das Profissões, é fundamental que o candidato verifique antes de realizar a inscrição as datas de inícios e de término dos cursos e também o horário em que as aulas acontecem, para evitar desistência e permitir que sejam selecionadas as pessoas que têm possibilidade de acompanhar as atividades.

Desde agosto de 2022, quando a Escola das Profissões iniciou suas atividades, mais de seis mil pessoas já se inscreveram. Ao todo, 144 turmas, distribuídas em 34 cursos, já foram realizadas. Atualmente, 22 qualificações estão em andamento nas áreas de tecnologia, estética, saúde, têxtil, gastronomia, educação e comércio e serviços.

Utilidade pública

Vacinação contra a febre amarela será realizada somente nos cinco Centros de Atenção Integral à Saúde (CAIS) e Central de Vacinas


A Secretaria Municipal de Saúde informa que, a partir da próxima semana, a vacinação contra a febre amarela será realizada somente nos cinco Centros de Atenção Integral à Saúde (CAIS) e Central de Vacinas. A mudança busca otimizar as aplicações em decorrência da redução do envio de doses pelo Ministério da Saúde.

A vacina contra a febre amarela é considerada de rotina e integra o calendário de imunização das crianças, com uma dose feita aos nove meses e reforço aos quatro anos. Quem não fez a vacina antes dos cinco anos deve receber uma dose para ficar protegido.

Horários
Central de Vacinas
segunda a sexta-feira – das 8h às 18h

Cais Hípica, Boqueirão, Vila Luíza e São Cristóvão
segunda a sexta-feira – das 8h às 18h
sábado – das 8h às 11h

Cais Petrópolis
segunda a sexta-feira – das 8h às 21h30
sábado – das 8h às 11h

Passo Fundo sedia capacitação para profissionais de Saúde voltada à hanseníase

O objetivo é promover a capacitação para atendimentos de pessoas com a doença.

Passo Fundo está sediando, entre esta terça (11) e quarta-feira (12), a Oficina de Prevenção de Incapacidades em Hanseníase, que reúne profissionais da Saúde de municípios de toda a região. O objetivo é promover a capacitação para atendimentos de pessoas com a doença.

A hanseníase é uma doença infecciosa e contagiosa, conhecida há mais de quatro mil anos. O Brasil é o 2º país do mundo em número de novos casos. É uma doença que atinge, principalmente, a pele, mucosas e nervos periféricos e provoca sintomas como manchas na pele (brancas, avermelhadas e ou amarronzadas) com perda da sensibilidade térmica (calor e ou frio) e da dor. Pode trazer também perda de pelos e do suor, sensação de formigamento e fisgadas nas mãos e pés, entre outros sinais.


O Serviço de Atendimento Especializado (SAE) de Passo Fundo está se capacitando para o diagnóstico e tratamento de hanseníase. Em novembro de 2022, a infectologista dra. Clarissa Olenksinski e a enfermeira Carla Thomassetto da Silva estiveram no serviço de referência do Estado, o Ambulatório de Dermatologia Sanitária, em Porto Alegre, para aperfeiçoamentos referentes à doença.

Em média, o município tem quatro pacientes em tratamento ao ano. Antes da capacitação, as consultas aconteciam em Porto Alegre uma vez por mês. Hoje, os novos pacientes não precisam mais se deslocar até a capital para receber o tratamento adequado, sendo atendidos na rede municipal de Passo Fundo.