Passo Fundo fará Dia D da campanha de vacinação neste sábado

Unidades de saúde que têm salas de vacinação estarão abertas das 8h até às 17h

Passo Fundo fará o Dia D de Vacinação neste sábado (13) contra a gripe (influenza) que tem como meta chegar a pelo menos 90% dos público alvo imunizados.

A aplicação da dose é direcionada a todos aqueles que fazem parte dos públicos elegíveis, como idosos, crianças (a partir dos seis meses a menores de seis anos de idade), gestantes, puérperas e pessoas com comorbidades.

Conforme a coordenadora de Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, todas as unidades de saúde que têm salas de vacinação estarão abertas das 8h até às 17h, sem fechar ao meio-dia. “É uma ação importante que o município está proporcionando para aquelas pessoas que não conseguem ir durante a semana, que possam ir neste sábado realizar a imunização. Neste momento ainda é para os grupos prioritários, mas são os grupos que são mais propensos a desenvolver doenças. É o momento de aproveitar que esse ano a campanha iniciou antes, e não deixar o frio chegar para buscar proteção”, frisa a coordenadora.

Público-alvo

  • Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias);
  • Trabalhadores da Saúde;
  • Gestantes;
  • Puérperas;
  • Trabalhadores da Educação;
  • Povos indígenas;
  • Idosos com 60 anos ou mais de idade;
  • Pessoas em Situação de Rua;
  • Profissionais das Forças de Segurança e Salvamento;
  • Profissionais das Forças Armadas;
  • Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independentemente da idade;
  • Pessoas com deficiência permanente;
  • Caminhoneiros;
  • Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário para passageiros urbanos e de longo curso;
  • Trabalhadores portuários;
  • População privada de liberdade e funcionários do sistema de privação de liberdade;
  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas.

Necessário apresentar documento de identificação com foto, cartão SUS ou CPF, carteira de vacinação e um comprovante do grupo prioritário

Locais

  • Central de Vacinas
  • Cais Hípica
  • Cais Boqueirão
  • Cais Vila Luíza
  • Cais São Cristóvão
  • ESF Adriana Lírio
  • ESF São José
  • ESF São Luiz Gonzaga
  • ESF Adolfo Groth
  • ESF Donária / Santa Marta
  • ESF Mattos
  • ESF Nenê Graeff
  • ESF Jerônimo Coelho
  • ESF Planaltina
  • ESF Valinhos
  • ESF Ricci
  • ESF Zachia
  • ESF Adirbal Corralo
  • ESF Jaboticabal
  • ESF Caic Edu Azambuja
  • UBS Parque Farroupilha
  • UBS Jardim América
  • UBS Vila Nova / Santa Maria
  • UBS Santo Antônio da Pedreira

Prefeitura capacita profissionais da saúde para realizar prescrição da PrEP e PEP para HIV

Com o treinamento, população terá mais locais para buscar proteção

A Prefeitura promoveu, nos dias 10 e 11, um treinamento para a rede de profissionais da saúde, abrangendo médicos, enfermeiras e farmacêuticos, para tratar da descentralização da PrEP e da PEP no município, que são medicações de prevenção ao HIV, propiciando mais oferta para as pessoas buscarem a proteção.

Conforme a coordenadora de Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, até o momento, apenas a equipe do Serviço de Atendimento Especializado (SAE) realizava a prescrição, a partir de agora as unidades de saúde foram capacitadas para que os profissionais possam realizar a prescrição. “A medicação permanece sendo retirada no SAE, mas eles não precisam passar por consulta apenas neste local, pois os pacientes estão nas unidades em consultas. A medida vai facilitar muito para que as pessoas possam se proteger”, declara a coordenadora.

A PEP é o uso de medicamento anti-HIV em caráter de urgência, APÓS uma situação de risco, por somente 28 dias, e já está disponível no Brasil há anos. Já a PrEP é o uso programado, ou seja, a pessoa começa a tomar ANTES da próxima exposição e toma por um tempo indefinido que depende de vários fatores.

O diagnóstico da infecção pelo HIV pode ser feito por meio da testagem rápida. O SUS disponibiliza exames laboratoriais e testes rápidos, que detectam os anticorpos contra o HIV em cerca de 30 minutos. O tratamento também é acessível e fundamental para garantir a qualidade de vida de pessoas que vivem com HIV/aids.

Prefeitura desenvolve ações para o “Dia D de enfrentamento à Dengue”

Atividades envolvem diversas secretarias do município no dia 10 de abril.


A Prefeitura fará um Dia D de Combate à Dengue na quarta-feira (10), com o envolvimento de ações de todas as secretarias municipais, com o objetivo de mobilizar a comunidade na prevenção e combate ao mosquito aedes aegypti.

Serão realizadas ações educativas e preventivas à epidemia, mutirão de limpeza, recolhimento de lixo nos pontos de maior concentração na cidade e interior, distribuição de material informativo, disponibilização de cartazes para colocação em estabelecimentos públicos e privados, entre outras.

Um dos coordenadores das ações, o Coordenador Municipal de Proteção e Defesa Civil, Cel. Fernando Carlos Bicca destaca a importância de mobilizar a comunidade. “Eliminar os criadouros do mosquito é crucial para reduzir sua disseminação. A mobilização comunitária também é essencial para conscientizar sobre medidas preventivas e identificar possíveis focos do mosquito. Já estamos mobilizando a comunidade escolar do município, das redes públicas e privadas, neste dia dedicado às ações”, declara Bicca.

Haverá um local fixo de distribuição de material informativo, na esquina das avenidas Sete de Setembro com Avenida Brasil.  “Também mobilizamos as entidades empresariais, que estão sendo convidadas para que junto com seus associados, promovam ações de conscientização. Nossa sugestão é de 10 min de parada e leitura conjunta do material informativo sobre a Dengue, além de colocação de cartazes nas empresas. Somente com o envolvimento de todos conseguiremos vencer a dengue”, explica o coordenador.  

A dengue é uma doença séria e pode ter consequências graves para a saúde das pessoas, além de impactar negativamente a qualidade de vida e a economia local. É fundamental que cada indivíduo se sinta responsável e participe ativamente das ações de combate ao aedes aegypti, para assim criar um ambiente mais saudável e seguro para todos.

Prefeitura promove encontro com gestantes e mães que participam do programa Meu Bebê, Meu Tesouro

Evento contou com orientações sobre a gestação, com a equipe do programa


A Prefeitura realizou na tarde desta terça-feira (26) um encontro com gestantes e mães que participam do programa Meu Bebê, Meu Tesouro. Este é um programa muito especial para a gestão do Prefeito Pedro Almeida e do vice-prefeito João Pedro Nunes, porque cuida das mães e de seus bebês, dando toda a assistência necessária e suporte para essa fase tão importante na vida da família.

“Passo Fundo se alegre e vibra com a presença das crianças, porque a gestão tem prioridade com elas também. Este programa confirma que queremos ter nossas crianças sadias, com qualidade de vida, para termos um cidadão do futuro que ajude a construir a nossa cidade ainda melhor”, declara o vice-prefeito, João Pedro Nunes.

Atualmente, mais de 500 gestantes estão sendo acompanhadas pelo Programa Meu Bebê, Meu Tesouro, sendo que quase 30 delas participaram deste momento de confraternização com o chá para as famílias, orientações sobre a gestação, com a equipe do programa e ainda a entrega dos kits para as participantes.

Passo Fundo abrirá a vacinação contra a gripe para todos os grupos prioritários a partir desta quarta-feira

Entre os públicos-alvo, estão idosos, crianças de seis meses a seis anos incompletos, gestantes, puérperas, pessoas com doenças crônicas e trabalhadores da saúde e da educação

Com a chegada de mais doses da vacina contra a gripe, em Passo Fundo, a vacinação será aberta para todos os grupos prioritários a partir desta quarta-feira (27). Entre os públicos-alvo, estão idosos, crianças de seis meses a seis anos incompletos, gestantes, puérperas, pessoas com doenças crônicas e trabalhadores da saúde e da educação.

De acordo com a coordenadora de Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, a meta é vacinar 90% destes grupos, que somam mais de 91 mil pessoas. “É fundamental que as pessoas incluídas nestes grupos busquem uma das unidades para atualizar a vacinação. Contamos com 24 locais de aplicação e com horários diferenciados para facilitar o acesso à vacina”, considera.

Para a vacinação, a população deverá se dirigir a uma das salas portando documento de identificação com foto, cartão SUS ou CPF, carteira de vacinação e um comprovante que comprove o grupo prioritário que se encaixa.

Em se tratando das pessoas acamadas as equipes das unidades de saúde irão até a residência para vacinação em casa. A vacinação deste público deverá ser solicitada por telefone na unidade de saúde de sua referência para que a equipe consiga organizar a demanda.

Conforme Marisa, a vacinação contra a influenza permite, ao longo do respectivo ano, minimizar a carga e prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, reduzindo os sintomas nos grupos prioritários e, consequentemente, a sobrecarga sobre os serviços de saúde. “A vacinação é uma das medidas para proteger contra a doença, suas complicações e óbitos, além de contribuir com a redução da circulação viral entre a população, especialmente, entre os indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco”, pontua.

Conforme a Instrução Normativa (IN) no 261, de 25 de outubro de 2023, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as vacinas influenza trivalentes utilizadas no Brasil a partir de fevereiro de 2024 deverão apresentar três tipos de cepas de vírus em combinação: Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B linhagem Victoria.

A campanha irá até 31 de maio. O Dia “D” deverá acontecer em 13 de abril.

Público-alvo

  • Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias);
  • Trabalhadores da Saúde;
  • Gestantes;
  • Puérperas;
  • Trabalhadores da Educação;
  • Povos indígenas;
  • Idosos com 60 anos ou mais de idade;
  • Pessoas em Situação de Rua;
  • Profissionais das Forças de Segurança e Salvamento;
  • Profissionais das Forças Armadas;
  • Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independentemente da idade;
  • Pessoas com deficiência permanente;
  • Caminhoneiros;
  • Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário para passageiros urbanos e de longo curso;
  • Trabalhadores portuários;
  • População privada de liberdade e funcionários do sistema de privação de liberdade;
  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas.

Locais

  • Central de Vacinas
  • Cais Hípica
  • Cais Boqueirão
  • Cais Vila Luíza
  • Cais São Cristóvão
  • ESF Adriana Lírio
  • ESF São José
  • ESF São Luiz Gonzaga
  • ESF Adolfo Groth
  • ESF Donária / Santa Marta
  • ESF Mattos
  • ESF Nenê Graeff
  • ESF Jerônimo Coelho
  • ESF Planaltina
  • ESF Valinhos
  • ESF Ricci
  • ESF Zachia
  • ESF Adirbal Corralo
  • ESF Jaboticabal
  • ESF Caic Edu Azambuja
  • UBS Parque Farroupilha
  • UBS Jardim América
  • UBS Vila Nova / Santa Maria
  • UBS Santo Antônio da Pedreira

Horários
UBS e ESF
Segunda a sexta-feira – das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30

Central de Vacinas
Segunda a sexta-feira – das 8h às 18h

Cais
Segunda a sexta-feira – das 8h às 18h30
Sábado – das 8h às 11h

Cais Fragomeni
Segunda a sexta-feira – das 8h às 21h30
Sábado e domingo – das 8h às 20h

Prefeitura disponibiliza capacitações para médicos da emergência do Hospital Municipal

As qualificações visam os setores dos prontos-socorros da pediatria e adulto

Em uma iniciativa inédita, a Prefeitura de Passo Fundo disponibilizará duas capacitações para médicos da emergência do Hospital Beneficente Dr. César Santos (HBCS). As qualificações visam os setores dos prontos-socorros da pediatria e adulto, oportunizando mais capacitação dos profissionais da instituição nos atendimentos de urgência e emergência.

O curso será realizado nos dias 26, 27 e 28 de Abril, promovido pelo Centro de Treinamento e Simulação de Emergências Médicas (CTSEM) de Porto Alegre/RS, na cidade de Passo Fundo.

As formações são reconhecidas mundialmente pela American Heart Association (AHA).Serão ofertados cursos de Suporte Avançado de Vida em Pediatria – PALS e Suporte Avançado de Vida Cardiovascular - ACLS, ambos com oito vagas cada.

Foto: Michel Sanderi

Município reforça a conscientização da população no combate à dengue

Em reunião realizada nesta quarta-feira (20), o Comitê Municipal de Enfrentamento à Dengue definiu o Dia D de combate em 10 de abril com atividades envolvendo as escolas de Passo Fundo

A Prefeitura reuniu, nesta quarta-feira (20), o Comitê Municipal de Enfrentamento à Dengue para um alinhamento de ações e o planejamento de novas medidas. Uma das iniciativas articuladas é a realização de um Dia D de combate em 10 de abril, envolvendo as escolas de Passo Fundo.

De acordo com a coordenadora da Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, a conscientização da população é fundamental para que sejam evitados criadores do mosquito Aedes aegypti, vetor da doença. “Temos que trabalhar a educação para termos uma mudança cultural quanto ao descarte de resíduos. Somente desta forma obteremos resultados. Muitas escolas já vêm trabalhando com as crianças, tendo em vista que elas são multiplicadoras de exemplos. Então, vamos mobilizar as instituições para que, em um mesmo dia, a dengue seja um assunto abordado em diversas atividades”, considera.

O Município executa ações permanentes de controle da dengue e, no ano passado, quando a curva de casos começou a ser modificada, adotou importantes medidas: a contratação de mais agentes de combate às endemias, que estão em contato direto com a população, realizando visitas domiciliares, a verificação dos imóveis e a orientação dos moradores; a pulverização de inseticida contra o mosquito Aedes aegypti no entorno das residências com casos confirmados; campanhas de conscientização sobre os cuidados que devem ser adotados pela comunidade; notificações e multas para os proprietários dos imóveis que não tomarem os cuidados necessários; o reforço na limpeza urbana.

Para Marisa, no entanto, a colaboração da comunidade é indispensável para controlar a propagação do mosquito. “Cada pessoa precisa assumir a sua responsabilidade, cuidando do seu pátio. São ações simples que visam à limpeza e eliminação de qualquer água parada”, pontua.

A cidade contabiliza 119 casos confirmados desde o início do ano. Outros 501 estão em análise, como identifica o Painel de Casos de Dengue do Rio Grande do Sul.

Limpeza urbana como aliada do combate à dengue
O descarte de resíduos é pauta constante do Comitê Municipal de Enfrentamento à Dengue, uma vez que o acúmulo de lixo nos pátios e terrenos baldios pode originar criadouros do Aedes aegypti. Dentro do programa Cidade Limpa, a Prefeitura ampliou a limpeza urbana e facilitou o descarte adequado.

Conforme explica o secretário de Transportes e Serviços Gerais, Alexandre de Mello, ecopontos móveis são colocados em locais com casos de dengue. “Os ecopontos móveis se somam ao Ecoponto Municipal para facilitar o acesso da população ao descarte adequada. Com o aumento de casos de dengue, trabalhamos com o Núcleo de Vigilância em Saúde, identificando os locais em que temos maior número e direcionando os contêineres para essas regiões. Ainda, realizamos uma comunicação com as associações de moradores para a divulgação”, destaca.

Os ecopontos são gratuitos e coletivos, ficando à disposição de cada bairro por sete dias. Neste momento, os contêineres estão nas vilas Luíza, Jardim e Tupinambá. Na próxima semana, estarão nos bairros Santa Rita, Planaltina e Bom Jesus.

Conforme Alexandre, a população também pode solicitar o recolhimento de móveis pelo aplicativo Cidadão On-line Passo Fundo. “Pelo aplicativo, fazemos um agendamento com dia e horário para a equipe recolher materiais volumosos como geladeira, fogão, cama e sofá”, exemplifica.

A Prefeitura também criou uma equipe exclusiva para atuar na limpeza de terrenos e edificações em situação de abandono. “Uma equipe vinculada ao setor de fiscalização da Secretaria de Serviços Gerais, após notificação e multa, realiza a limpeza com a cobrança ao proprietário”, afirma, enfatizando que “a limpeza da cidade um dever do poder público, mas também é uma obrigação do cidadão”.

Campanha de vacinação contra a gripe iniciará na próxima segunda-feira (25)

Aplicação das doses começará pelos profissionais de saúde que atuam em hospitais e funcionários e residentes de ILPIs

Passo Fundo dará início à vacinação contra a gripe na próxima segunda-feira (25). A campanha irá até o dia 31 de maio com o “Dia D” em 13 de abril.

Para esta primeira semana, em função do quantitativo pequeno de doses que o município receberá, a vacinação será realizada para os profissionais de saúde que atuam nos hospitais e funcionários e residentes das Instituições de Longa Permanência (ILPIs).

A partir do recebimento de novas doses, a campanha será aberta para todas as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários.

Prefeito Pedro completa ciclo de visitas às unidades de saúde de Passo Fundo

Qualificação do atendimento e melhorias na estrutura dos espaços foram os principais focos dos encontros

Em reunião na Secretaria de Saúde, nesta sexta-feira (1), com a equipe que atende as comunidades do interior, o prefeito Pedro Almeida encerrou o ciclo de visitas a cerca de 40 unidades de saúde de Passo Fundo.

Os encontros serviram para conversar com as pessoas sobre os serviços prestados, com o objetivo de qualificar o atendimento à população e também melhorar a estrutura dos locais e o dia a dia dos profissionais.

“Estamos encerrando um ciclo de conversas e visitas em todas as nossas unidades de saúde do município, junto com a Dra. Cristine Pilati, que completa 60 dias de volta à frente da Secretaria de Saúde. Fizemos um breve diagnóstico, olhamos a questão da estrutura das unidades, a necessidade de pessoal, o nosso cuidado e a nossa preocupação com o atendimento às pessoas em cada bairro”, apontou o prefeito Pedro Almeida.

A secretária de Saúde, Cristine Pilati, reforçou os avanços que a comunidade alcançou nos últimos anos em atendimento básico. “Estamos evoluindo muito com nossa estrutura em saúde. Nosso objetivo é fortalecer a atenção primária e levar cada vez mais ao interior e aos bairros da nossa cidade, ao centro, uma saúde de qualidade”, afirmou a secretária.

O prefeito enfatiza que além das visitas, a gestão tem mantido diálogo com profissionais da saúde do município. “Ouvimos nesta semana também os dirigentes dos hospitais, a 6ª Coordenadoria de Saúde, onde tratamos vários temas que dizem respeito ao futuro da saúde de Passo Fundo. Estamos olhando para os profissionais de saúde, para quem conhece a área e dando voz e vez aos técnicos, aos médicos que têm toda a capacidade de seguir atendendo a nossa população cada vez melhor”, finaliza o prefeito.

Unidades de Saúde recebem avaliação satisfatória no ranking do Previne Brasil

Vinte e três unidades tiveram notas acima de nove

A cada quatro meses, o desempenho dos municípios brasileiros na atenção primária à saúde é avaliado e tem impacto no financiamento federal. Nesse contexto, o Ministério da Saúde divulgou o resultado do terceiro quadrimestre de 2023 do Previne Brasil, que previa a avaliação de sete indicadores fundamentais para o custeio da Atenção Primária à Saúde (APS) no país considerando pré-natal, saúde da mulher, saúde da criança e doenças crônicas.

Mais da metade das unidades de saúde de Passo Fundo receberam nota acima de 9. “Este quadrimestre tivemos 23 unidades com notas acima de 9. Com destaque à UBS Independente, que ficou com 9,9. Estamos em uma constante evolução e qualificação da APS no município. Agradecemos e parabenizamos o empenho e comprometimento do trabalho de cada profissional de nossas unidades”, aponta a secretária de Saúde, Cristine Pilati.

O programa Previne Brasil, instituído em 2019, estabelece o novo modelo de financiamento de custeio da Atenção Primária à Saúde, com repasse de recursos constituído em 4 componentes: capitação ponderada, pagamento por desempenho, incentivo para ações estratégicas e incentivo financeiro com base em critério populacional.

“A partir do resultado dos indicadores, é calculada uma nota que mensura o desempenho do município, chamado de Indicador Sintético Final (ISF), que também determina o valor do incentivo financeiro do pagamento por desempenho, e não pelos indicadores individualizados. O ISF varia de zero a 10, segundo seus respectivos parâmetros e pesos, correspondendo a porcentagem do recurso máximo do Pagamento por Desempenho. Nesse sentido, se o município alcançar a nota 5,0, receberá 50% do recurso possível”, esclarece Cristine.

Os incentivos abrangem características específicas de acordo com a necessidade de cada município. Esses incentivos contemplam a implementação de programas, estratégias e ações que refletem na melhoria do cuidado na APS e na Rede de Atenção à Saúde.
Passo Fundo está aderido às seguintes ações e programas:

  1. Programa Saúde na Escola (PSE);
  2. Informatiza APS;
  3. Atenção integral à saúde dos adolescentes em situação de privação de liberdade;
  4. Equipe de Atenção Primária Prisional (eAPP);
  5. Equipe de Saúde Bucal (eSB);
  6. Centro de Especialidades Odontológicas (CEO);
  7. Laboratório Regional de Prótese Dentária (LRPD) - aguardando credenciamento pelo Ministério da Saúde;
  8. Estratégia de Saúde Cardiovascular (ECV) na APS.
  9. PIM Programa Primeira Infância Melhor

A Prefeitura trabalha também os Programas que o Estado tem de referência para Saúde, dentre eles:
Rede Bem Cuidar,
Farmácia Mais,
Geração Consciente.

Confira a 23 unidades com nota superior a 9
UBS INDEPENDENTE
UBS JARDIM AMÉRICA
ESF JERONIMO COELHO
ESF NENÊ GRAEFF
SAÚDE RURAL
ESF 1º CENTENÁRIO
ESF DONÁRIA
UBS SANTA RITA
ESF VALINHOS
UBS J. A. ZACHIA
UBS N. S. APARECIDA
ESF PLANALTINA
ESF SÃO JOSÉ
ESF JABOTICABAL
UBS IVO FERREIRA
UBS NONOAI
ESF SANTA MARTA
UBS VILA ANNES
ESF ADIRBAL CORRALO
UBS CAIS HÍPICA
ESF J. A. ZACHIA
ESF VILA MATTOS
UBS P. FARROUPILHA