Passo-fundenses já podem fazer o reforço contra a gripe

Confira aqui os grupos que estão sendo vacinados e os locais de vacinação


Nesta segunda-feira (10), Passo Fundo iniciou a vacinação contra a gripe. Diferente de outros anos, a Campanha Nacional Contra a Influenza já foi aberta para mais de 10 grupos prioritários a fim de ampliar a procura pela vacina e otimizar a aplicação das doses nas unidades de saúde.

Natalina Mendes, de 65 anos, aproveitou o primeiro dia de vacinação para fazer o reforço anual. “Faço a vacina todos os anos, sempre quando a campanha de vacinação abre, porque acredito que é importante ficar imunizado antes do inverno”, afirma, recomendando que todos os grupos busquem uma unidade de saúde para atualizar a carteirinha.

Podem receber o reforço anual: crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias); trabalhadores da Saúde; idosos com 60 anos ou mais; pessoas com deficiência; pessoas com comorbidades; gestantes; puérperas; trabalhadores da Educação; caminhoneiros; trabalhadores do Transporte Coletivo (motoristas e cobradores); povos indígenas; profissionais das Forças de Segurança e Salvamento; profissionais das Forças Armadas; adolescentes em medidas socioeducativas; e população privada de liberdade.

De acordo com a coordenadora de Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, a meta é vacinar 90% destes grupos, que somam 89 mil pessoas. “É fundamental que as pessoas incluídas nestes grupos busquem uma das unidades para atualizar a vacinação. Contamos com 27 locais de aplicação e com horários diferenciados para facilitar o acesso à vacina”, considera.

Para a vacinação, a população deverá se dirigir a uma das salas portando documento de identificação com foto, cartão SUS ou CPF e um comprovante que comprove o grupo prioritário que se encaixa.

Em se tratando das pessoas acamadas, as equipes das unidades de saúde irão até a residência para vacinação em casa. A vacinação deste público deverá ser solicitada por telefone na unidade de saúde de sua referência para que a equipe consiga organizar a demanda.

Conforme Marisa, a vacinação contra a influenza permite, ao longo do respectivo ano, minimizar a carga e prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, reduzindo os sintomas nos grupos prioritários e, consequentemente, a sobrecarga sobre os serviços de saúde. “A vacinação é uma das medidas para proteger contra a doença, suas complicações e óbitos, além de contribuir com a redução da circulação viral entre a população, especialmente, entre os indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco”, pontua.

Seguindo uma Instrução Normativa (IN) da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as vacinas influenza trivalentes que serão utilizadas nesta campanha apresentam três tipos de cepas de vírus em combinação: Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B linhagem Victoria.

Grupos
- Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias)
- Trabalhadores da Saúde
- Idosos com 60 anos ou mais
- Pessoas com deficiência
- Pessoas com comorbidades
- Gestantes
- Puérperas
- Trabalhadores da Educação
- Povos indígenas
- Caminhoneiros
- Trabalhadores de transporte coletivo (motoristas e cobradores)
- Profissionais das Forças de Segurança e Salvamento
- Profissionais das Forças Armadas
- Adolescentes em medidas socioeducativas
- População privada de liberdade

Locais
- Central de Vacinas
- Ambulatório de Especialidades
- Cais Petrópolis
- Cais Hípica
- Cais Boqueirão
- Cais Vila Luíza
- Cais São Cristóvão
- ESF Adriana Lírio
- ESF São José
- ESF São Luiz Gonzaga
- ESF Adolfo Groth
- ESF Donária / Santa Marta
- ESF Mattos
- ESF Nenê Graeff
- ESF Jerônimo Coelho
- ESF Planaltina
- ESF São Cristóvão
- ESF Valinhos
- ESF Ricci
- ESF Zachia
- ESF Adirbal Corralo
- ESF Jaboticabal
- ESF Caic Edu Azambuja
- UBS Parque Farroupilha
- UBS Ivo Ferreira
- UBS Jardim América
- UBS Vila Nova / Santa Maria

Horários
UBS, ESF e Ambulatório de Especialidades
segunda a sexta-feira – das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30

Central de Vacinas
segunda a sexta-feira – das 8h às 18h

Cais
segunda a sexta-feira – das 8h às 18h
sábado – das 8h às 11h

Cais Petrópolis
segunda a sexta-feira – das 8h às 21h30
sábado – das 8h às 11h

Prefeitura reforça medidas de prevenção contra a dengue

Agentes de endemias realizam vistorias e ações de bloqueio, mas é fundamental que toda a população faça a sua parte eliminando possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti


A Prefeitura de Passo Fundo reforça as medidas de prevenção contra a dengue e pede a colaboração de todas as pessoas no combate ao mosquito Aedes aegypti. A mobilização coletiva é fundamental em decorrência do elevado número de casos confirmados da doença, que chegaram a 84 somente em 2023, sendo 64 autóctones, ou seja, contraídos dentro do próprio município.

A chefe do Núcleo de Vigilância Ambiental, Ivânia Silvestrin, destaca que os agentes de endemias vistoriam residências e conversam com moradores sobre os cuidados com a eliminação de possíveis focos e criadouros. No entanto, é importante que a comunidade seja uma aliada neste processo. “A população deve ajudar estabelecendo o hábito de verificar o pátio das casas e acabando com a água parada. Virar os pratinhos de plantas, manter a limpeza de piscinas, as caixas d' água tampadas e eliminar os objetos que estejam acumulando água são ações simples e necessárias”, pontua.


Ainda segundo Ivânia, ao longo de todo o ano de 2022, foram registrados 16 casos autóctones de dengue na cidade. O grande número de confirmações no primeiro quadrimestre de 2023 tem como principal razão o relaxamento das medidas de prevenção. “Precisamos trabalhar para mudar o comportamento das pessoas em relação à água parada e ao descarte de lixo. Se cada um fizer a sua parte, conseguiremos mudar o cenário do município e frear a elevação dos casos”, considera.

Paralelamente às ações de conscientização, a Prefeitura está trabalhando no bloqueio do mosquito com a pulverização em áreas que tiveram casos confirmados. O supervisor dos agentes de endemias, Bruno Dias, explica que essa é uma estratégia imediata quando se torna necessário o combate ao vetor na forma adulta. “Realizamos essa ação para bloquear os mosquitos adultos com um equipamento de pulverização e com a utilização de inseticida na residência dos moradores que tiveram a doença confirmada, nas casas ao lado e num raio que compreende o quarteirão e a frente dos outros quarteirões”, afirma, enfatizando que o produto é seguro para as pessoas e para os animais domésticos.

Sintomas da dengue
A dengue pode provocar sintomas como dores de cabeça e no corpo, mal-estar, dor no fundo dos olhos e manchas avermelhadas na pele. Por ser uma doença com risco de morte, é fundamental que qualquer suspeita seja notificada e comunicada imediatamente à Vigilância.

Prefeito entrega dois novos veículos para a Saúde

Foram adquiridas uma ambulância de suporte avançado e uma van para o programa Farmácia Mais Perto

Na manhã desta quarta-feira (05), o prefeito Pedro Almeida realizou a entrega de dois novos veículos para a Saúde. Ao lado do vice-prefeito e secretário de Saúde, João Pedro Nunes, foram apresentadas a nova ambulância de suporte avançado/UTI Móvel e também a nova unidade móvel do programa Farmácia Mais Perto.

“São dois equipamentos importantes que devem agregar no atendimento da população com serviço de farmácia, que entrega mensalmente mais de 130 medicamentos em toda a cidade e interior, e no deslocamento de pacientes com uma ambulância moderna e avançada, que deverá auxiliar também em caso de necessidade às equipes do SAMU. Estamos investindo pela primeira vez em um equipamento de suporte avançado”, disse o prefeito.

A nova unidade móvel da Farmácia substitui o atual veículo, que está com 10 anos de uso. A van percorre todo o território do município atendendo a comunidade. A unidade móvel também fica nas áreas das unidades de saúde.

O secretário de Saúde, João Pedro Nunes, destacou a importância e o investimento da administração na aquisição desses novos veículos, já que a secretaria contava apenas com uma ambulância para realizar a remoção e o transporte entre municípios quando necessário. “Dessa forma, qualificaremos uma equipe que consiga atender demandas de transporte de pacientes pra consultas e procedimentos, tanto na cidade como em outros centros de saúde”, falou João Pedro Nunes.

Também estiveram presentes na entrega dos veículos para a Saúde o presidente da Câmara de Vereadores, Alberi Grando, acompanhado dos vereadores Nharam de Carvalho, Edson Nascimento, Wilson Lill, Ada Cristina Munareto e Evandro Meireles, além dos servidores do Núcleo de Transportes da Secretaria de Saúde.

Passo Fundo iniciará a vacinação contra a gripe na próxima segunda-feira

Diferente de outros anos, a Campanha Nacional Contra a Influenza já será aberta para mais de 10 grupos prioritários a fim de ampliar a procura pela vacina e otimizar a aplicação das doses nas unidades de saúde

Passo Fundo dará início à vacinação contra a gripe na próxima segunda-feira (10). Diferente de outros anos, a Campanha Nacional Contra a Influenza já será aberta para mais de 10 grupos prioritários a fim de ampliar a procura pela vacina e otimizar a aplicação das doses nas unidades de saúde.

A partir da próxima semana, poderão receber o reforço anual: crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias); trabalhadores da Saúde; idosos com 60 anos ou mais; pessoas com deficiência; pessoas com comorbidades; gestantes; puérperas; trabalhadores da Educação; caminhoneiros; trabalhadores do Transporte Coletivo (motoristas e cobradores); povos indígenas; profissionais das Forças de Segurança e Salvamento; profissionais das Forças Armadas; adolescentes em medidas socioeducativas; e população privada de liberdade.

De acordo com a coordenadora de Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, a meta é vacinar 90% destes grupos, que somam 89 mil pessoas. “É fundamental que as pessoas incluídas nestes grupos busquem uma das unidades para atualizar a vacinação. Contamos com 27 locais de aplicação e com horários diferenciados para facilitar o acesso à vacina”, considera.

Para a vacinação, a população deverá se dirigir a uma das salas portando documento de identificação com foto, cartão SUS ou CPF e um comprovante que comprove o grupo prioritário que se encaixa.

Em se tratando das pessoas acamadas, as equipes das unidades de saúde irão até a residência para vacinação em casa. A vacinação deste público deverá ser solicitada por telefone na unidade de saúde de sua referência para que a equipe consiga organizar a demanda.

Conforme Marisa, a vacinação contra a influenza permite, ao longo do respectivo ano, minimizar a carga e prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, reduzindo os sintomas nos grupos prioritários e, consequentemente, a sobrecarga sobre os serviços de saúde. “A vacinação é uma das medidas para proteger contra a doença, suas complicações e óbitos, além de contribuir com a redução da circulação viral entre a população, especialmente, entre os indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco”, pontua.

Seguindo uma Instrução Normativa (IN) da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as vacinas influenza trivalentes que serão utilizadas nesta campanha apresentam três tipos de cepas de vírus em combinação: Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B linhagem Victoria.

Grupos

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias)
Trabalhadores da Saúde
Idosos com 60 anos ou mais
Pessoas com deficiência
Pessoas com comorbidades
Gestantes
Puérperas
Trabalhadores da Educação
Povos indígenas
Caminhoneiros
Trabalhadores de transporte coletivo (motoristas e cobradores)
Profissionais das Forças de Segurança e Salvamento
Profissionais das Forças Armadas
Adolescentes em medidas socioeducativas
População privada de liberdade

Locais

- Central de Vacinas

- Ambulatório de Especialidades

- Cais Petrópolis
- Cais Hípica
- Cais Boqueirão
- Cais Vila Luíza

- Cais São Cristóvão
- ESF Adriana Lírio
- ESF São José
- ESF São Luiz Gonzaga
- ESF Adolfo Groth
- ESF Donária / Santa Marta
- ESF Mattos
- ESF Nenê Graeff
- ESF Jerônimo Coelho
- ESF Planaltina
- ESF São Cristóvão
- ESF Valinhos
- ESF Ricci
- ESF Zachia
- ESF Adirbal Corralo
- ESF Jaboticabal
- ESF Caic Edu Azambuja
- UBS Parque Farroupilha
- UBS Ivo Ferreira
- UBS Jardim América
- UBS Vila Nova / Santa Maria

Horários

UBS, ESF e Ambulatório de Especialidades
segunda a sexta-feira – das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30

Central de Vacinas

segunda a sexta-feira – das 8h às 18h

Cais

segunda a sexta-feira – das 8h às 18h

sábado – das 8h às 11h

Cais Petrópolis

segunda a sexta-feira – das 8h às 21h30

sábado – das 8h às 11h

Passo Fundo terá mudança na vacinação contra a Covid-19

Município reorganizou as aplicações nas unidades de saúde com o andamento da vacinação com o reforço bivalente

A partir da próxima semana, Passo Fundo terá uma alteração na vacinação contra a Covid-19. Devido ao andamento das aplicações do imunizante bivalente, o Município reorganizou as salas de vacinação: enquanto as doses de reforço bivalentes serão mantidas em 19 unidades de saúde, as monovalentes passarão a ser disponibilizadas somente em seis locais.

De acordo com a coordenadora do Núcleo de Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, a modificação tem como objetivo otimizar as aplicações e evitar o desperdício de doses. “Organizamos a mudança em decorrência de dois fatores: as unidades estão sendo abastecidas com as doses bivalentes; além disso, temos registrado uma baixa procura pelas monovalentes e, como elas vêm em frascos, precisamos concentrar a procura em algumas unidades para que não haja desperdícios”, considera.

Marisa destaca, ainda, que é fundamental que a população verifique a carteirinha e complete o esquema vacinal. “Temos mantido uma média alta de casos ativos, que hoje está em 1.100. Embora sejam casos leves, orientamos que as pessoas façam a vacina que está disponível”, pontua.

Como ficará a vacinação

Vacina bivalente
De segunda a sexta-feira
Cais São Cristóvão, Cais Petrópolis, Cais Vila Luíza, Cais Hípica, Cais Boqueirão, Ambulatório de Especialidades, ESF Nenê Graeff, ESF Zachia, Ambulatório São José, ESF Donária/Santa Marta, ESF São Luiz Gonzaga, ESF Adirbal Corralo, ESF Planaltina, ESF São Cristóvão, ESF Adolfo Groth, ESF Jaboticabal, UBS Vila Nova, UBS Parque Farroupilha e Central de Vacinas.

ESF, UBS e ambulatórios: das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30
Cais e Central de Vacinas: das 8h às 18h
Cais Petrópolis: de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h30

Sábados
Cais São Cristóvão, Cais Petrópolis, Cais Vila Luíza, Cais Hípica, Cais Boqueirão
Das 8h às 11h

Vacina monovalente
Segunda a sexta-feira
Cais São Cristóvão, Cais Petrópolis, Cais Vila Luíza, Cais Hípica, Cais Boqueirão e Central de Vacinas
Cais e Central de Vacinas: das 8h às 18h
Cais Petrópolis: de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h30

Sábados
Cais São Cristóvão, Cais Petrópolis, Cais Vila Luíza, Cais Hípica, Cais Boqueirão
Das 8h às 11h

Recomendação
Como a vacina monovalente estará disponível nas 19 unidades de saúde com sala de vacinação para Covid-19 até esta sexta-feira (31), a orientação é que a população que precise recebê-la e queira ter mais facilidade no acesso se dirija a um destes locais para completar o esquema.

Prefeitura realiza ação de bloqueio contra o mosquito transmissor da dengue

Somente neste ano, foram registrados 20 casos autóctones da doença. As ações de bloqueio com pulverização acontecem nos bairros com casos confirmados

Passo Fundo já notificou 20 casos autóctones de dengue em 2023. O número é um alerta para que toda a população adote as medidas de combate ao Aedes aegypti, vetor da dengue. Paralelamente às ações de conscientização e vistorias em residências, a Prefeitura está trabalhando no bloqueio do mosquito com a pulverização em áreas que tiveram casos confirmados.


Nesta sexta-feira (24), mais uma intervenção de bloqueio foi feita em quarteirões do Bairro Vila Luíza, onde 10 dos 20 casos foram confirmados. O supervisor dos agentes de endemias, Bruno Dias, explicou que essa é uma estratégia imediata quando se torna necessário o combate ao vetor na forma adulta. “Realizamos essa ação para bloquear os mosquitos adultos com um equipamento de pulverização e com a utilização de inseticida na residência dos moradores que tiveram a doença confirmada, nas casas ao lado e num raio que compreende o quarteirão e a frente dos outros quarteirões”, afirmou, enfatizando que o produto é seguro para as pessoas e para os animais domésticos.


Ações de bloqueio foram efetuadas em outros pontos da cidade, nos bairros Vera Cruz, Santa Marta, Centro, Santo Antônio da Pedreira, Santa Maria e Petrópolis. Estes locais também tiveram moradores com resultado positivo para a dengue.


De acordo com a chefe do Núcleo de Vigilância Ambiental, Ivânia Silvestrin, os agentes de endemias continuam vistoriando residências e conversando com moradores sobre os cuidados com a eliminação de possíveis focos e criadouros. “A população deve ajudar estabelecendo o hábito de verificar o pátio das casas e acabando com a água parada. Piscinas devem receber limpeza regular e caixas d’água precisam permanecer tampadas. São ações simples e necessárias”, disse.


Ainda segundo Ivânia, ao longo de todo o ano de 2022, foram registrados 16 casos autóctones de dengue na cidade. O grande número de confirmações nos três primeiros meses de 2023 tem como principal razão o relaxamento das medidas de prevenção. “Precisamos trabalhar para mudar o comportamento da população em relação à água parada e descarte de lixo”, ponderou.
A dengue pode provocar sintomas como dores de cabeça e no corpo, mal-estar, dor no fundo dos olhos e manchas avermelhadas na pele. Por ser uma doença com risco de morte, é fundamental que qualquer suspeita seja notificada e comunicada imediatamente à Vigilância.

Foto: Michel Sanderi

Passo Fundo expande a aplicação da vacina bivalente contra a Covid-19

A vacina bivalente conta com cepas atualizadas contra o coronavírus, incluindo a proteção contra a variante ômicron. Para receber essa dose, a pessoa precisa ter concluído, pelo menos, o esquema primário da vacinação contra a Covid-19, composto pelas duas primeiras doses das vacinas monovalentes

Nesta semana, seguindo recomendação do Ministério da Saúde, Passo Fundo expandiu a aplicação da vacina bivalente contra a Covid-19 para mais grupos prioritários. A vacina bivalente conta com cepas atualizadas contra o coronavírus, incluindo a proteção contra a variante ômicron. Para receber essa dose, a pessoa precisa ter concluído, pelo menos, o esquema primário da vacinação contra a Covid-19, composto pelas duas primeiras doses das vacinas monovalentes.


Para o secretário municipal de Saúde, João Pedro Nunes, é importante que a população faça a dose de reforço. “Os reforços da vacina contra a Covid-19 são necessários, pois, assim como acontece com a gripe, a imunidade contra a doença diminui depois de algum tempo. Assim, é importante que as pessoas se conscientizem sobre a necessidade de manter a vacinação em dia. Temos vacinas disponíveis nas salas de vacinação e solicitamos às pessoas que fazem parte de todos os grupos elencados que busquem o imunizante”, afirma.


Grupos que estão sendo vacinados com a bivalente

  • Idosos com 60 anos ou mais de idade;
  • Pessoas vivendo em instituições de longa permanência a partir de 12 anos (ILP e RI) e seus trabalhadores;
  • Pessoas imunocomprometidas a partir de 12 anos;
  • Pessoas com comorbidades a partir de 12 anos;
  • Indígenas a partir de 12 anos;
  • Gestantes e puérperas;
  • Trabalhadores da saúde;
  • Pessoas com deficiência permanente a partir de 12 anos;
  • População Privada de Liberdade e Adolescentes em Medidas Socioeducativas;
  • Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade.

São imunocomprometidos ou em condição de imunossupressão:
- Pessoas transplantadas de órgão sólido ou de medula óssea.
- Pessoas vivendo com HIV (PVHIV).
- Pessoas com doenças inflamatórias imunomediadas em atividade e em uso de corticoides em doses ≥ 20 mg/dia de prednisona, ou equivalente por ≥ 14 dias. Crianças: doses de prednisona, ou equivalente, ≥ 2 mg/Kg/dia por mais de 14 dias até 10 Kg.
- Pessoas em uso de imunossupressores e/ou imunobiológicos que levam à imunossupressão.
- Pessoas com erros inatos da imunidade (imunodeficiências primárias).
- Pessoas com doença renal crônica em hemodiálise.
- Pacientes oncológicos que realizaram tratamentos quimioterápico ou radioterápico nos últimos seis meses.
- Pessoas com neoplasias hematológicas.

Locais de vacinação
As aplicações serão feitas diretamente nas 19 unidades de saúde que vacinam contra a Covid-19:

  • Cais São Cristóvão, Cais Petrópolis, Cais Vila Luíza, Cais Hípica, Cais Boqueirão, Ambulatório de Especialidades, ESF Nenê Graeff, ESF Zachia, Ambulatório São José, ESF Donária/Santa Marta, ESF São Luiz Gonzaga, ESF Adirbal Corralo, ESF Planaltina, ESF São Cristóvão, ESF Adolfo Groth, ESF Jaboticabal, UBS Vila Nova, UBS Parque Farroupilha e Central de Vacinas.

Horários

  • ESF, UBS e ambulatórios: de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30
  • Central de Vacinas: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h
  • Cais: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e nos sábados, das 8h às 11h
  • Cais Petrópolis: de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h30, e nos sábados, das 8h às 11h

Vacina bivalente contra a Covid-19 está disponível para a população acima dos 60 anos em Passo Fundo

As aplicações serão feitas diretamente nas 19 unidades de saúde que vacinam contra a Covid-19

Nesta semana, Passo Fundo ampliou a faixa etária para o recebimento da vacina bivalente contra a Covid-19. Já podem buscar uma unidade de saúde para fazer o reforço todas as pessoas com mais de 60 anos.

Conforme o secretário municipal de Saúde, João Pedro Nunes, a expansão da vacinação foi possível com o recebimento de mais doses bivalentes. “Assim como acontece em todas as mobilizações nacionais de vacinação, seguimos as determinações do Ministério da Saúde e orientações do Governo do Estado em virtude da quantidade de doses disponíveis. Passo Fundo já recebeu 7,8 mil doses da bivalente e deverá obter com a Coordenadoria Regional de Saúde mais 5 mil nesta semana, possibilitando a ampliação do grupo vacinado”, justifica.

O imunizante bivalente conta com cepas atualizadas contra o coronavírus, incluindo a proteção contra a variante ômicron. Para receber essa dose, a pessoa precisa ter concluído, pelo menos, o esquema primário da vacinação contra a Covid-19, composto pelas duas primeiras doses das vacinas monovalentes.

Locais de vacinação
As aplicações serão feitas diretamente nas 19 unidades de saúde que vacinam contra a Covid-19:

  • Cais São Cristóvão, Cais Petrópolis, Cais Vila Luíza, Cais Hípica, Cais Boqueirão, Ambulatório de Especialidades, ESF Nenê Graeff, ESF Zachia, Ambulatório São José, ESF Donária/Santa Marta, ESF São Luiz Gonzaga, ESF Adirbal Corralo, ESF Planaltina, ESF São Cristóvão, ESF Adolfo Groth, ESF Jaboticabal, UBS Vila Nova, UBS Parque Farroupilha e Central de Vacinas.

Horários
ESF, UBS e ambulatórios: de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30
Central de Vacinas: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h
Cais: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e nos sábados, das 8h às 11h
Cais Petrópolis: de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h30, e nos sábados, das 8h às 11h

Prefeitura realizará Bairro a Bairro especial da Saúde

A Prefeitura de Passo Fundo realizará, no dia 11 de março, a primeira edição do programa Bairro a Bairro do ano. Em uma proposta diferente, a iniciativa será voltada exclusivamente para os […]

A Prefeitura de Passo Fundo realizará, no dia 11 de março, a primeira edição do programa Bairro a Bairro do ano. Em uma proposta diferente, a iniciativa será voltada exclusivamente para os serviços de saúde. No pátio do Hospital Municipal, das 9h às 15h, será realizada uma Feira de Saúde com diversos atendimentos à comunidade. Na rua lateral da instituição, serão ofertados outros serviços de secretarias da Prefeitura.

Conforme o prefeito de Passo Fundo, Pedro Almeida, o foco em uma área específica busca aproximar a população dos serviços oferecidos pela Prefeitura. “Será o nosso primeiro programa Bairro a Bairro temático. Neste dia, teremos serviços e estruturas de Saúde do Município presentes. Nas próximas edições, haverá foco em outras áreas, como Educação, Esporte, Trabalho e Assistência Social”, disse.

Serviços e programas da Prefeitura

Programa Meu bebê, Meu Tesouro – Realização de novos cadastros, exposição de enxovais e informações sobre o funcionamento do programa.

Sons do Mundo – Avaliação fonoaudiológica.

Farmácia Mais Perto – Entrega de medicamentos mediante apresentação de receitas.

Caminhos da Saúde – Informações sobre os serviços oferecidos pelo Sistema de Saúde Municipal.

Vacinação – Oferta de vacinas de todo o calendário vacinal e aplicação da vacina bivalente contra a Covid-19 para a população com mais de 70 anos (Sala de Vacinas do Ambulatório de Especialidades).

Vigilância Sanitária – Informações sobre a campanha e cuidados com a Dengue.

Ambulatório Qualidade de Vida – Informações sobre prevenção e intervenção de obesidade e atendimentos com nutricionistas.

SAE – Testagem rápida para HIV/Sífilis.

Saúde da Mulher – Coleta de preventivo com atendimento por demanda espontânea.

Exames – Eletrocardiograma no Ambulatório de Especialidade e exames laboratoriais e de imagem, por meio de agenda, no Hospital Municipal.

Consultas com Vascular – por demanda espontânea (somente pela manhã).

Consultas com Clínico –por demanda espontânea

O Bairro a Bairro da Saúde também contará com serviços disponibilizados a partir de parcerias com Hospital São Vicente de Paulo, Hospital de Olhos, Fisio Vita, Laboratório Widal Pacheco, Kozma, Lions Clube, Rotary Club Passo Fundo, Biocito Laboratório, Serviço Social CACC, AAPECAN, Curso de Odontologia da Universidade de Passo Fundo (UPF), Laboratório popular, Lions Clube Internacional, Endodiagnóstico, Faculdade IDEAU, Hospital de Clínicas e Boehringer.

Passo Fundo inicia a aplicação da vacina bivalente contra a Covid-19

Neste momento, são vacinados os idosos e profissionais de Instituições de Longa Permanência (ILPIs). Na próxima semana, a vacinação será estendida para a população acima de 70 anos

Passo Fundo já iniciou a aplicação da vacina bivalente contra a Covid-19. Neste primeiro momento, são vacinados os idosos e profissionais de Instituições de Longa Permanência (ILPIs). Na próxima semana, a vacinação será estendida para a população acima de 70 anos.

Conforme a secretária municipal de Saúde, a cobertura com as doses bivalentes acontecerá por grupos prioritários, seguindo as definições do Ministério da Saúde e do Governo do Estado. “Devido às doses necessárias para proteger os grupos prioritários estarem em fase de aquisição, o Ministério da Saúde determinou aos estados e municípios, em um informe técnico operacional, o escalonamento das aplicações por grupos prioritários. Assim, são priorizadas as pessoas com maior exposição e/ou risco de desenvolvimento de quadros graves da doença, começando pelas que residem e trabalham em ILPIs”, justifica.

Até agora, foram entregues a Passo Fundo pelo governo estadual 4,2 mil doses bivalentes, o que possibilita a ampliação da vacinação para os idosos com 70 anos ou mais na próxima segunda-feira (27). As aplicações serão feitas diretamente nas 19 unidades de saúde que vacinam contra a Covid-19.

De acordo com a secretária de Saúde, as atualizações serão sempre informadas pela Prefeitura. “Assim como tem sido desde o início da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Covid-19, a Prefeitura comunicará a ampliação da vacinação para os demais grupos. A expansão dos grupos será feita com a entrega de doses pelo Governo do Estado”, enfatiza.

Sobre a vacina bivalente

O imunizante bivalente conta com cepas atualizadas contra o coronavírus, incluindo a proteção contra a variante ômicron. Para receber essa dose, a pessoa precisa ter concluído, pelo menos, o esquema primário da vacinação contra a Covid-19, composto pelas duas primeiras doses das vacinas monovalentes.

Capacitação dos profissionais vacinadores

Além do recebimento das doses, o que tornou possível a sequência da vacinação contra a Covid-19 com a vacina bivalente é a capacitação dos profissionais. Na última semana, os enfermeiros e técnicos em Enfermagem que atuam na aplicação de vacinas na rede municipal de saúde passaram por um treinamento, recebendo suporte para atuarem nesta nova fase da campanha.

Vacinação das pessoas com 70 anos ou mais
A partir de segunda-feira (27), poderão receber o reforço bivalente todas as pessoas com 70 anos ou mais. As vacinas estarão disponíveis nas 19 unidades de saúde que concentram a vacinação contra a Covid-19.

Cais São Cristóvão, Cais Petrópolis, Cais Vila Luíza, Cais Hípica, Cais Boqueirão, Ambulatório de Especialidades, ESF Nenê Graeff, ESF Zachia, Ambulatório São José, ESF Donária/Santa Marta, ESF São Luiz Gonzaga, ESF Adirbal Corralo, ESF Planaltina, ESF São Cristóvão, ESF Adolfo Groth, ESF Jaboticabal, UBS Vila Nova, UBS Parque Farroupilha e Central de Vacinas.

ESF, UBS e ambulatórios: de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30
Central de Vacinas: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h
Cais: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e nos sábados, das 8h às 11h
Cais Petrópolis: de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h30, e nos sábados, das 8h às 11h