Prefeitura entregará quatro novas unidades de saúde neste ano

Bairros Annes, Petrópolis, Loteamento César Santos/São Cristóvão II e Secchi serão contemplados com os novos espaços para atendimento em saúde básica da população

O prefeito de Passo Fundo, Pedro Almeida, acompanhado da secretária de saúde, Cristine Pilati, visitou na manhã desta quinta-feira (4) as obras das novas Unidades Básicas de Saúde (UBS), além da reforma do CAIS Petrópolis.

Cada nova UBS será construída para suprir a demanda por atendimentos em saúde básica da população em uma região diferente da cidade, garantindo o aumento do acesso aos serviços ofertados pelo Município. “Estamos fazendo visitas nesta quinta-feira as nossas novas unidades de saúde. São quatro novos espaços que entregaremos este ano. Melhorar as condições estruturais das nossas unidades de saúde é fundamental para que haja mais conforto, segurança e acesso das pessoas aos equipamentos públicos”, argumenta o prefeito Pedro Almeida.

Os espaços estão no estágio de construção civil e com previsão de entrega para o primeiro semestre deste ano. “As novas unidades ampliam a capacidade de atendimento nestes espaços onde localizadas nas regiões dos bairros Loteamento César Santos/São Cristóvão II, Annes, Petrópolis e Cohab Secchi, com o objetivo de suprir a demanda por atendimentos em saúde básica da população em uma região diferente da cidade, garantindo o aumento do acesso aos serviços ofertados pelo Município. Aponta a secretária de Saúde, Cristine Pilati.

O investimento total nas obras é estimado em R$ 10 milhões, com recursos próprios e captados por meio de verbas estaduais e federais.

Prefeito Pedro anuncia retorno da médica Cristine Pilati à Secretaria de Saúde

Ela reassumirá a função em substituição ao vice-prefeito João Pedro Nunes, que vem exercendo o comando da pasta

O prefeito Pedro Almeida anunciou, nesta quarta-feira, o retorno da médica Cristine Pilati à Secretaria Municipal de Saúde. A Dra. Cristine havia atuado como secretária de janeiro de 2021 até março de 2023, quando pediu desligamento da gestão municipal para se dedicar a outros projetos profissionais. Ela reassumirá a função em substituição ao vice-prefeito João Pedro Nunes, que vem exercendo o comando da Secretaria de Saúde.

“A Dra. Cristine comandou a Saúde de Passo Fundo em um dos momentos mais críticos e delicados do município, que foi o enfrentamento da pandemia. Ela foi incansável e liderou também o início da vacinação contra a COVID, além de participar de todas as ações e programas da saúde da nossa gestão. É uma alegria tê-la de volta à equipe de governo”, afirmou o prefeito Pedro Almeida.

A secretária destacou a satisfação de retomar os trabalhos na gestão municipal e disse estar motivada para dar sequência aos avanços na área. “A população de Passo Fundo merece atenção e dedicação. Queremos seguir trabalhando de forma humanizada e assertiva, ouvindo as necessidades e contribuições das pessoas da nossa cidade”, afirmou. A Dra. Cristine assumirá a Secretaria no dia 2 de janeiro. Até lá, será feito um período de transição, junto com o vice-prefeito João Pedro Nunes.

Trajetória
Cristine Pilati graduou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da Fundação Universidade do Rio Grande - FURG (1995). Fez Mestrado em Clínica Médica (Área de Infectologia - Pesquisa Clínica) pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (2003). De 2019 a 2022, fez formação no Hospital Albert Einstein, realizando MBA Internacional Executivo em Saúde e MBA em Gestão em Saúde Pública. Participou ativamente no HSVP do Comitê de Crise no combate a Pandemia da Covid 19 no ano de 2020 e atuou como Secretária Municipal da Saúde de Passo Fundo (2021-2023). Foi Vice-Diretora Técnica Médica do Hospital São Vicente de Paulo (2018-2021). Atuou como professora de medicina na FURG, UNAERP, UPF e UFFS. Atualmente, é médica coordenadora da Comissão de Controle de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde do Hospital São Vicente de Paulo - Unidade Uruguai - Passo Fundo. Gestora Médica Administrativa da Unidade de Terapia Intensiva do Hospital São Vicente de Paulo - Unidade Uruguai - Passo Fundo e Gestora de Governança Clínica do HSVP. Também é Presidente da Associação Médica do Planalto Médio (AMEPLAN) por 6 anos, terminando seu mandato em dezembro de 2023.

Saúde no Interior presta mais de 500 atendimentos ao mês

Serviços disponibilizados pela Prefeitura são de consultas e atendimentos básicos de saúde

Todos os dias, o programa Saúde do Interior está em um distrito de Passo Fundo, prestando serviços de atenção primária aos moradores dos distritos do município. O programa, realizado pela Prefeitura em parceria com a Faculdade de Medicina da Universidade de Passo Fundo (UPF), contempla atendimentos básicos em saúde reduzindo a necessidade de deslocamento destes moradores para a cidade em busca de serviços.

De acordo com o médico do município e professor da UPF, Luiz Artur Rosa Filho a equipe percorre as localidades de Bom Recreio, Santo Antônio do Capinzal, São Valentim, São Roque, Sede Independência, Bela Vista e Pulador, onde realizados os atendimentos necessários à população. “Temos um calendário com vindas diárias ao interior da cidade todas as tardes. Realizamos o atendimento fixo duas vezes por semana em Bom Recreio toda terça e sexta-feira, e nas segundas, quartas e quintas-feiras itinerante nas outras localidades de Santo Antônio do Capinzal, São Valentim, São Roque, Sede Independência, Bela Vista e Pulador. São 500 atendimentos por mês da equipe de saúde, sendo que destes, 250 são atendimentos médicos”, ressalta o médico.

Para a secretária interina de Saúde, Caroline Gosch, beneficia a comunidade pois descentraliza os serviços oferecidos na rede municipal de saúde levando uma estrutura móvel de consultórios para as diferentes áreas rurais do município evitando deslocamentos. “Estamos oferecendo atendimento qualificado e resolutivo, buscando atender as pessoas mais próximas da residência contribuindo no tratamento precoce e na promoção da saúde. Estes são os objetivos principais dos nossos serviços”, aponta Caroline.

Prefeitura realiza pesquisa de satisfação nos atendimentos de saúde

São oito equipamentos disponíveis que permanecem 15 dias em cada local

A Prefeitura de Passo Fundo, através da Secretaria de Saúde, está realizando pesquisa de satisfação para os usuários contribuírem com a avaliação dos serviços oferecidos na rede municipal de saúde.

Os serviços avaliados são de atendimentos de consulta médica, enfermagem e recepção, com perguntas que abordam o tempo de espera e o atendimento, a forma de atendimento e a resolução da necessidade.

Para a secretária interina de Saúde, Caroline Gosch, a medida tem como objetivo guiar ações e qualificar o atendimento. “Queremos qualificar as ações e os atendimentos de saúde à população e promover a valorização profissional na busca pela excelência nos atendimentos prestados nas unidades de saúde”, declara.

São oito equipamentos disponíveis que permanecem 15 dias em cada local.

Prefeitura recebe prêmio estadual de proteção à infância

Pelo segundo ano consecutivo, estagiária foi premiada por seu trabalho nos projetos de visitação domiciliar

A proteção à infância é uma das políticas prioritárias da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Passo Fundo, tendo como ações o fortalecimento do Meu Bebê, Meu Tesouro, que presta este atendimento materno-infantil, acompanhando as mães e seus bebês até um ano da criança.

Ele é um programa para reduzir a mortalidade infantil, fortalecer os vínculos entre as mães e os bebês e garantir acompanhamento médico e pediátrico na Rede Municipal de Saúde. O Meu Bebê, Meu Tesouro é a proposta da Prefeitura que atende gestantes e bebês desde antes do nascimento, com ações direcionadas para a saúde da mulher e do recém-nascido. Além disso, a iniciativa também contempla ações educativas e assistenciais que beneficiem o binômio mãe e filho.

Neste sentido, de atividades exercidas em prol da saúde da primeira infância, pelo segundo ano consecutivo, a estagiária da Prefeitura de Passo Fundo, Alice Pereira da Silva, recebeu o Prêmio Salvador Célia, como a melhor Visitadora da Macrorregião Norte, assim como a melhor do Rio Grande do Sul. Em sua 13ª edição, o evento ocorreu em Porto Alegre, no dia 20 de novembro.

Esse prêmio diz respeito aos projetos Primeira Infância Melhor e Criança Feliz, financiados pelo governo estadual e federal respectivamente. Esses projetos têm como finalidade realizar o atendimento de gestantes e crianças de até seis anos que estão em situação de vulnerabilidade social. Assim, os visitadores realizam visitas domiciliares nas periferias da cidade para auxiliar no desenvolvimento infantil saudável e no fortalecimento dos vínculos familiares.

Alice é acadêmica de Psicologia na Universidade de Passo Fundo e faz parte do PIM no município. “Esse projeto tem uma função fundamental na redução da desigualdade social e que para garantir o futuro das crianças não basta um ambiente estimulante na primeira infância, mas é preciso garantir que as mesmas tenham assegurados seus direitos de acesso à saúde, educação, moradia digna, alimentação saudável e proteção contra todas as formas de exploração e violência. Só assim é possível construir um mundo onde cada criança possa crescer com amor, segurança e sobretudo, com oportunidades”.

O evento da premiação contou com a participação do governador Eduardo Leite e de diversos outros representantes.

Hospital Dia da Criança completa um ano

Mais de 35 mil atendimentos foram realizados nestes primeiros 12 meses de funcionamento

A Prefeitura de Passo Fundo celebra o primeiro ano do Hospital Dia da Criança. O espaço tornou-se referência em atendimento pediátrico no Município, com uma estrutura moderna e profissionais qualificados.

Nos primeiros 12 meses de funcionamento, foram prestados mais de 35 mil atendimentos. A unidade funciona 24 horas junto ao Hospital Municipal e foi equipada para oferecer um atendimento qualificado às crianças de 0 a 12 anos.

Segundo o prefeito, Pedro Almeida, todos os espaços foram planejados para acolher as crianças, contribuindo com uma melhor aceitação ao tratamento e a adaptação ao ambiente hospitalar. “O Hospital dia da Criança era um compromisso de campanha e cumprimos. Ele funciona 24 horas, 7 dias da semana, 365 dias do ano. Cuidar da saúde dos pequenos é investir em saúde preventiva de adultos. O momento é de reconhecimento a todos aqueles que fazem o dia a dia do Hospital Dia da Criança, e que atendem com carinho e dedicação os pequenos que precisam de atendimento”, afirma o prefeito.

De acordo com o vice-prefeito e secretário de Saúde, João Pedro Nunes, a instituição recebeu investimentos com recursos próprios do município, verbas do governo do Estado e recursos de emendas estaduais e federais. “Desta forma pudemos olhar para as crianças com carinho, não só olhar, mas optar em zelar e garantir um atendimento digno e eficiente”, aponta.

O Hospital Dia da Criança faz parte de um grande projeto de revitalização do Hospital Municipal, que começou na gestão do ex-prefeito e deputado federal, Luciano Azevedo. “O Hospital passou por uma profunda reformulação, então ela foi uma das maiores obras da história da cidade quando eu era prefeito e eu me orgulho muito da gente ter conseguido chegar a esse ponto. Agora, não chegaríamos até hoje na comemoração de um ano do Hospital, Dia da Criança, se não fosse a sensibilidade, a coragem e a decisão do prefeito Pedro, em criá-lo. Eu fui até onde eu consegui, com o meu recurso e a minha equipe e o tempo que eu tinha como prefeito. Então, o prefeito Pedro seguiu melhorando o hospital, e muito, e decidiu fazer o Hospital Dia da Criança. Se tiver uma criança aqui atendida, recuperada, se uma criança tiver a vida salva, uma, nossa missão está cumprida”, enaltece o deputado.

Meu bebê, meu Tesouro: mais de 800 mães estão em acompanhamento no programa

Na tarde desta quinta-feira (9) mais 46 kits foram entregues às gestantes

O programa Meu Bebê, meu Tesouro, da Prefeitura de Passo Fundo, que presta atenção integral à saúde da mãe e do bebê, está acompanhando neste momento 817 gestantes. Aproximadamente 50 destas atendidas participaram de um encontro de orientação e entrega de kit para compor o enxoval, nesta quinta-feira (9).

As mães cadastradas no programa, assistidas pela rede pública de saúde, são acompanhadas na gestação até um ano de nascimento do bebê. Neste período, realizam consultas mensais com médico e enfermeira durante o pré-natal, que compõem ultrassom e exames laboratórios, além das consultas.

Para o prefeito, Pedro Almeida, as ações do programa, são possíveis de serem realizadas graças ao envolvimento de todos os setores da saúde, tendo como resultado a redução da mortalidade infantil. “A meta do programa é alcançada com uma política pública voltada à promoção da saúde e ao desenvolvimento da vida. A iniciativa também contempla ações educativas e assistenciais que beneficiem tanto mãe quanto filho”, pondera.

Segundo vice-prefeito e secretário de saúde, João Pedro Nunes, o programa dá suporte às famílias. “Estamos cuidando daquilo que é de mais precioso na nossa cidade, as nossas crianças. A política pública da criança em nossa cidade está cada vez mais se fortalecendo”, avalia.

Conforme a coordenadora de Recuperação à Saúde, Caroline Gosch, no momento 817 mamães estão em acompanhamento do programa. “Realizamos o acompanhamento das gestantes, transporte da maternidade para casa e teste do pezinho após o nascimento pelo táxi-mãe. Auxílio para vaga na educação infantil, Escola das Profissões e Café com Emprego. Com isso, diminuímos a mortalidade infantil, trazendo qualidade de vida às gestantes, pois com um pré-natal adequado, no momento adequado, com qualidade, reduzem os riscos de prematuridade e de complicações no parto”, declara.

A coordenadora ressalta que o programa tem sua coordenação na Secretaria de Saúde que aciona unidades de saúde para agilizar consultas e realização de visitas domiciliares e informação de pré-natal, puerpério e puericultura. Para tanto, contata os setores de exames para avaliação da urgência de cada caso, o centro de referência de saúde da mulher para planejamento familiar e avaliação de gestantes de alto risco. “São realizados encontros trimensais para orientação em relação aos cuidados na gravidez, aleitamento e cuidados com o bebê. Além disto, as gestantes acompanhadas têm de direito ao uso do táxi-mãe, chá da gestante, fotos da gestante e do kit enxoval e ainda cesta básica, três meses após o parto”, ressalta.

Os pais, Tânia Gomes e Cristiano Lemos da Luz são acompanhados pelo programa desde a sexta semana de gestação. “Desde o início fomos muito bem acolhidos e amparados e agora, com 34 semanas só temos que agradecer por todo o pré-natal que estamos tendo, desde as consultas, exames, orientações”, afirmam.

A paulista, Andressa Aparecida Bernardino, 39 anos, está morando em Passo Fundo faz dois anos e está na sua terceira gestação e comenta: “Sou muito feliz de estar aqui e por participar desse programa, que é muito maravilhoso, lá na minha cidade nunca aconteceu um programa assim e ele é muito importante para a gestante e para o bebê, porque tem muitas famílias que são carentes, que não tem como comprar os enxovais. Tenho a agradecer”, frisa.

Meu bebê, meu Tesouro em números:

De 2021 até de 2023, o Programa Meu Bebê Meu Tesouro atendeu 1.427 gestantes. O táxi-mãe realizou 246 transportes até o momento. Foram entregues 439 kits em 2023 e também 1371 cestas básicas.

Campanha de multivacinação encerra domingo

Cais da Petrópolis terá atendimento no sábado e no domingo, das 8h às 20h

A prefeitura de Passo Fundo segue neste final de semana com a Campanha Nacional de Multivacinação, que encerra no domingo (29), com o objetivo de atualizar as cadernetas de imunização de crianças e adolescentes menores de 15 anos, e elevar as coberturas vacinais, reduzindo o risco de reintrodução e disseminação de doenças preveníveis pela vacina.

Segundo a coordenadora de Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, o Cais Petrópolis estará aberto no sábado e domingo, das 8h às 20h. “Esta é mais uma oportunidade, que quem ainda não conseguiu realizar a imunização. Porém, durante a semana poderão ser realizadas as aplicações, pois, estas são vacinas de rotina”, afirma.

Além da questão da prevenção de doenças, a vacinação em dia é cobrada pelas escolas na matrícula e rematrícula. Desta forma, é importante que as crianças e adolescentes com menos de 15 anos que ainda não puderam ir, se dirijam até o Cais Petrópolis para que recebam um atestado que comprove o status vacinal, que será fornecido aos que já estiverem com a carteirinha atualizada e aos que fizerem doses atrasadas.
São oferecidas diversas vacinas para garantir que as crianças e adolescentes estejam protegidos contra doenças como a poliomielite, sarampo, rubéola, caxumba, difteria, tétano, coqueluche, hepatites, entre outras.

Desde o início da campanha 4648 crianças e adolescentes procuraram as unidades básicas de saúde em busca de imunização, sendo que destas, 2538 tinham uma ou mais vacinas em atraso, o que totalizou em 4.446 doses aplicadas

Dia D: Quase duas mil vacinas foram aplicadas em Passo Fundo

Atualização da carteira vacinal segue até sábado


A campanha de Multivacinação, que serviu para atualizar o cartão de crianças e adolescentes com menos de 15 anos, teve seu Dia D, no sábado (21). Foram 2368 crianças e adolescentes que procuraram os postos em busca de imunização, sendo que destas 1268 tiveram 1830 doses aplicadas.

De acordo com a coordenadora de Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, uma cobertura vacinal maior reduz o risco de doenças que podem ser prevenidas. “Tivemos uma movimentação grande no sábado, porém, salientamos a necessidade de imunizar o maior número possível de pessoas. Por isso, continuamos chamando nossas crianças e adolescentes para comparecerem até nossas unidades e atualizarem o esquema vacinal”, alerta Marisa.

A atualização pode ser feita sexta-feira (27) nas UBS, ESFs e Central de Vacinas e nos Cais até sábado (28), nas unidades de Saúde do município que possuem sala de vacinação.

Olhar de Criança: mais alunos da educação Infantil recebem óculos da Prefeitura

Programa beneficia estudantes da rede municipal


A Prefeitura de Passo Fundo realizou na manhã desta segunda-feira (23) a entrega de óculos do programa Olhar de Criança, para crianças da educação infantil que frequentam a escola André Zaffari.

Conforme o prefeito, Pedro Almeida o programa tem possibilitado um diagnóstico precoce, auxiliando em uma melhor aprendizagem das crianças. “Estamos com o Olhar de Criança detectando e identificando precocemente a dificuldade de visão para que as crianças possam receber os óculos e aprender melhor. O programa vai se consolidando e temos conseguido auxiliar muitas famílias”, afirmou o prefeito.

A diretora da EMEI André Zaffari, Eliana Casagranda, ressalta os benefícios do programa para as crianças. “Este programa é importante e está muito bem estruturado, pois, é na educação infantil que estão sendo verificados e identificados problemas que antes eram vistos apenas no ensino fundamental, quando os alunos, muitas vezes, não conseguiam progredir na leitura e na escrita por uma dificuldade. Então estas crianças hoje estão sendo privilegiadas por conta deste projeto”, descreve.

A mãe do Theodoro, 4 anos, Cristiane Dal Conte, explica que o menino não tinha queixa com relação à visão, o que a surpreendeu com o resultado da consulta. “Ele tem um grau pequeno e, se continuar usando corretamente, talvez não precise mais dos óculos no futuro. Achei bem bacana o programa, pois nos auxiliou e é mais uma das várias coisas que a Prefeitura tem proporcionado para os alunos”, relatou.

Programa Olhar de Criança
O Programa “Olhar de Criança” foi criado em 2014, para levar atendimento oftalmológico às crianças de três a seis anos da rede de ensino do município através da Prefeitura Municipal em parceria com o Hospital de Olhos.

As escolas foram mapeadas por regiões e são elencadas dez escolas de cada vez para realizar o teste de acuidade e, consequentemente, a consulta. Foi firmado também o contrato com a Ótica Aline.

Desde a assinatura do novo contrato, em julho deste ano, foram atendidas três escolas, sendo realizados 770 testes de acuidade visual e encaminhadas para consulta 173 estudantes, onde compareceram 126 estudantes e confeccionados 71 óculos.

Das escolas elencadas faltam ser atendidos 114 estudantes, que já tiveram disponibilizadas duas datas de consulta pelo Hospital de Olhos: 11 e 25 de novembro.