Campanha contra a gripe avança para mais grupos

Além dos grupos que já vinham sendo vacinados, poderão receber a vacina crianças de seis meses a 9 anos, 11 meses e 29 dias e pessoas com mais de 55 anos

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza avança em Passo Fundo. A partir desta quinta-feira, 12 de maio, poderão ser vacinados mais grupos considerados prioritários pelo Ministério da Saúde.

Grupos
- Pessoas com 55 anos ou mais
- Trabalhadores da saúde
- Crianças de 6 meses a 10 anos incompletos (9 anos, 11 meses e 29 dias)
- Gestantes
- Puérperas
- Povos indígenas
- Trabalhadores de educação
- Pessoas com comorbidades
- Pessoas com deficiência permanente
- Caminhoneiros
- Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros Urbano e de Longo Curso
- Trabalhadores Portuários
- Forças de Segurança e Salvamento
- Forças Armadas
- Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade
- População privada de liberdade
- Adolescentes e jovens em medidas socioeducativas

Locais de vacinação
- Ambulatório de Especialidades
- Cais Hípica
- Cais Boqueirão
- Cais Vila Luíza
- ESF Adriana Lírio
- ESF São José
- ESF São Luiz Gonzaga
- ESF Adolfo Groth
- ESF Donária / Santa Marta
- ESF Mattos
- ESF Nenê Graeff
- ESF Jerônimo Coelho
- ESF Planaltina
- ESF São Cristóvão
- ESF Valinhos
- ESF Ricci
- ESF Zachia
- ESF Adirbal Corralo
- ESF Jaboticabal
- ESF Caic Edu Azambuja
- UBS Parque Farroupilha
- UBS Ivo Ferreira
- UBS Jardim América
- UBS Vila Nova / Santa Maria

UBS, ESF e Ambulatórios funcionam das 8h às 11h30 e das 13h às 16h. Já os Cais, das 8h às 16h.

Trabalhadores da Saúde também podem ser vacinados na Central de Vacinas, que funciona na Rua Uruguai, 667, Centro, das 8h às 17h30.

Comorbidades
Doença respiratória crônica:
- Asma em uso de corticoide inalatório ou sistêmico (Moderada ou Grave);
- Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC);
- Bronquiectasia;
- Fibrose Cística;
- Doenças Intersticiais do pulmão;
- Displasia broncopulmonar;
- Hipertensão Arterial Pulmonar;
- Crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade.

- Doença cardíaca crônica:
- Doença cardíaca congênita;
- Hipertensão arterial sistêmica com comorbidade;
- Doença cardíaca isquêmica;
- Insuficiência cardíaca.

Doença renal crônica:
- Doença renal nos estágios 3,4 e 5;
- Síndrome nefrótica;
- Paciente em diálise.

Doença hepática crônica:
- Atresia biliar;
- Hepatites crônicas;
- Cirrose.

Doença neurológica crônica:
- Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica;
- Considerar as necessidades clínicas individuais dos pacientes, incluindo Acidente Vascular Cerebral, indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla, e condições similares;
- Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular;
- Deficiência neurológica grave.

Diabetes:
- Diabetes Mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos.

Imunossupressão:
- Imunodeficiência congênita ou adquirida;
- Imunossupressão por doenças ou medicamentos;

Obesidade:
- Obesidade grau III.

Transplantados:
- Órgãos;
- Medula óssea.

Portadores de trissomias:
- Síndrome de Down, Síndrome de Klinefelter, Síndrome de Warkany, dentre outras trissomias.

Prefeitura faz ampliação histórica da frota da Saúde

A quinta-feira (12) se tornou um dia histórico para a Saúde de Passo Fundo. A Prefeitura entregou mais 11 veículos para a Secretaria, que facilitarão os serviços, melhorarão o deslocamento de equipes […]

A quinta-feira (12) se tornou um dia histórico para a Saúde de Passo Fundo. A Prefeitura entregou mais 11 veículos para a Secretaria, que facilitarão os serviços, melhorarão o deslocamento de equipes e levarão mais qualidade ao atendimento da população. Esse é o maior investimento já feito na renovação e ampliação da frota.

O prefeito, Pedro Almeida, destacou que os veículos foram adquiridos com R$ 1,5 milhão em recursos próprios do Município e simbolizam os esforços da Prefeitura para promover avanços na Saúde. "Hoje é uma data muito importante para a cidade. Além de ser Dia do Enfermeiro, que é o profissional pilar da saúde nas unidades do município, estamos fazendo essa renovação da frota, que vai qualificar muito os serviços prestados pelas equipes à comunidade", considerou.

A partir de agora, a Secretaria de Saúde tem à disposição 24 veículos. São vans, furgões e carros de passeio, além de duas ambulâncias adquiridas pelo Município para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Utilização dos veículos
Conforme a secretária de Saúde, Cristine Pilati, os veículos serão utilizados para o trabalho dos profissionais e o transporte de pacientes. "Fizemos o transporte dentro da cidade e também intermunicipal de pessoas. O Estado regula as especialidades, e muitos pacientes são levados pela Prefeitura para outras cidades", pontuou.

Dois dos veículos entregues já estão em operação: a ambulância, que faz o deslocamento de pacientes para os hospitais; e a van do programa Passo Fundo Sorri, que leva o atendimento odontológico para os bairros e para o interior.

Fotos: Michel Sanderi

Utilidade pública

Beneficiários do Auxílio Brasil devem atualizar seu cadastro

Atenção, usuários do Auxílio Brasil (antigo Bolsa Família)! A Secretaria Municipal de Saúde informa que os beneficiários que ainda não atualizaram os dados devem comparecer, até dia 15 de junho, na unidade de saúde mais próxima de suas casas. Aqueles que não realizarem essa atualização podem ter o benefício suspenso.


Públicos-alvo
- Meninos e meninas de 0 a 7 anos
*obrigatório levar a carteira de vacinação- Gestantes
- Mulheres 14 a 44 anos

Município abre edital para a contratação de profissionais da saúde para o Centro Pós-Covid de Combate à Desigualdade Educacional

Serão contratados psiquiatra, pediatra, neurologista, assistente social, psicólogo, técnico em enfermagem, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo e fisioterapeuta para a ampliação da equipe multidisciplinar do espaço, que será inaugurado na próxima semana


A prefeitura publicou um novo edital para a contratação de profissionais da saúde para atuarem no Centro Pós-Covid de Combate à Desigualdade Educacional. O espaço será inaugurado pelo Município na próxima terça-feira (3). Serão contratados psiquiatra, pediatra, neurologista, assistente social, psicólogo, técnico em enfermagem, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo e fisioterapeuta para a ampliação da equipe multidisciplinar.

O Centro é pioneiro no Estado e será entregue pelo prefeito, Pedro Almeida, com o objetivo de promover estratégias para que todos os estudantes tenham condições de avançar no processo de aprendizagem. “O enfrentamento das desigualdades educacionais é um desafio que a pandemia acentuou. Acreditamos que, com este Centro, o estímulo ao combate do déficit educacional será maior, promovendo melhores resultados”, defende.

Inscrições
As inscrições para o Processo Seletivo Simplificado poderão ser feitas até 13 de maio pelo e-mail seletivoposcovid@edu.pmpf.rs.gov.br, com o envio da documentação exigida no edital no formato PDF. No título do e-mail, o participante deverá digitar a função pretendida.

A seleção será feita a partir de análise do currículo e dos títulos pela comissão. Após todos os trâmites, a classificação final será divulgada em 8 de junho.

Crianças de seis meses a cinco anos incompletos poderão ser vacinadas contra a gripe a partir de segunda-feira

Vacinação também segue nas unidades de saúde para pessoas com mais de 60 anos, trabalhadores da saúde e da educação, povos indígenas, gestantes e puérperas

A vacinação das crianças de seis meses até cinco anos incompletos (4 anos, 11 meses e 29 dias) contra a gripe será iniciada na próxima segunda-feira (25) junto com a imunização da tríplice viral. A partir desta data, os pais ou responsáveis poderão levá-las até as unidades de saúde com a carteirinha de vacinação.

Com a ampliação do grupo, podem continuar sendo vacinadas as pessoas com mais de 60 anos, trabalhadores da educação, povos indígenas, gestantes e puérperas. Além disso, também seguem sendo vacinados os trabalhadores da saúde, que podem fazer junto com a vacina da gripe a da tríplice viral.

A secretária de Saúde, Cristine Pilati, destaca que a vacina é atualizada com as cepas que estão em maior circulação e, por isso, é fundamental a vacinação anual. “O vírus da gripe consegue se modificar frequentemente. Sendo assim, a população deve fazer o reforço todos os anos. Conforme resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as vacinas Influenza trivalentes utilizadas no Brasil desde fevereiro deste ano apresentam três tipos de cepas de vírus em combinação, sendo Influenza A Victoria (H1N1), Influenza A Darwin (H3N2), Influenza B Áustria - linhagem B Victoria”, mencionou.

Até o momento, conforme registra a coordenadora de Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, a procura pela vacina é baixa. "Completamos três semanas de campanha e tivemos somente 51% dos trabalhadores da saúde vacinados, 32% dos idosos, 12% dos trabalhadores da educação, 21% das puérperas e 6% das gestantes. Temos como meta vacinar 90% das populações de cada grupo", identificou.

Locais de vacinação
Ambulatório de Especialidades
Cais Hípica
Cais Boqueirão
Cais Vila Luíza
ESF Adriana Lírio
ESF São José
ESF São Luiz Gonzaga
ESF Adolfo Groth
ESF Donária / Santa Marta
ESF Mattos
ESF Nenê Graeff
ESF Jerônimo Coelho
ESF Planaltina
ESF São Cristóvão
ESF Valinhos
ESF Ricci
ESF Zachia
ESF Adirbal Corralo
ESF Jaboticabal
ESF Caic Edu Azambuja
UBS Parque Farroupilha
UBS Ivo Ferreira
UBS Jardim América
UBS Vila Nova / Santa Maria

UBS, ESF e Ambulatórios funcionam das 8h às 11h30 e das 13h às 16h. Já os Cais, das 8h às 16h.

Trabalhadores da Saúde também pode ser vacinados na Central de Vacinas, que funciona na Rua Uruguai, 667, Centro, das 8h às 17h30.

Vacinação contra a Influenza e contra a Covid-19
A Campanha de Vacinação Contra a Influenza coincide com a realização da vacinação contra a Covid-19. De acordo com o Ministério da Saúde, as vacinas contra a Covid-19 poderão ser administradas de maneira simultânea ou com qualquer intervalo com as demais vacinas do Calendário Nacional de Vacinação na população a partir de 12 anos de idade.

No entanto, é importante que seja priorizada a administração da vacina Covid-19 para as crianças de cinco a 11 anos de idade contempladas nos grupos prioritários para a Influenza. Nestas situações, deve-se respeitar o intervalo mínimo de 15 dias entre as vacinas.

Cronograma de vacinação de 25 a 29 de abril

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou o cronograma de vacinação contra a Covid-19 para a próxima semana, entre os dias 25 e 29 de abril. Confira:

25 a 29 de abril

  • 1ª dose para pessoas acima de 12 anos, gestantes e puérperas
  • 1ª dose para crianças de 5 a 11 anos
  • 2ª dose de Coronavac para todas as crianças que precisam completar o esquema vacinal (intervalo é de 28 dias)
  • 2ª dose de Pfizer para todas as crianças acima de cinco anos precisam completar o esquema vacinal (intervalo é de oito semanas)
  • 2ª dose de Coronavac para todas as pessoas que precisam completar o esquema vacinal (intervalo é de 28 dias)
  • 2ª dose de Pfizer para as pessoas com 18 anos ou mais que precisam completar o esquema vacinal (intervalo é de oito semanas)
  • 2ª dose de AstraZeneca para todas as pessoas que precisam completar o esquema vacinal (intervalo é de oito semanas)
  • 3ª dose (reforço) para todas as pessoas com 18 anos ou mais que receberam a segunda dose há, no mínimo, quatro meses
  • Reforço Janssen para todas as pessoas com 18 anos ou mais que receberam a primeira dose de Janssen há, no mínimo, dois meses
  • 2ª dose de reforço para idosos com 80 anos ou mais que fizeram o primeiro reforço (terceira dose) há quatro meses ou mais

Locais:
Central de Vacinas; Cais Vila Luíza, Cais Hípica; Cais Boqueirão; UBS Vila Nova; Ambulatório de Especialidades; ESF Nenê Graeff; ESF Zachia; Ambulatório São José; ESF Donária/Santa Marta; ESF São Luiz Gonzaga; UBS Parque Farroupilha; ESF Adirbal Corralo; ESF Planaltina; ESF São Cristovão; ESF Adolfo Groth; e ESF Jaboticabal.

Horários:
ESF, UBS e ambulatórios: das 8h às 11h30 e das 13h às 16h
Central de Vacinas e Cais: das 8h às 16h

25 a 29 de abril

  • Dose adicional para adolescentes de 12 a 17 anos imunocomprometidos (intervalo mínimo de oito semanas da segunda dose)
  • 3ª dose para imunossuprimidos

Local:
Central de Vacinas: das 8h às 16h

Enquanto houver doses

Se encaixam como imunossupressão:

  • imunodeficiência primária grave
  • quimioterapia para câncer
  • transplantados de órgão sólido ou de células-tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras
  • pessoas vivendo com HIV/Aids
  • uso de corticoides em doses ≥20 mg/dia de prednisona ou equivalente por ≥14 dias
  • uso de drogas modificadoras da resposta imune;
  • pacientes em hemodiálise
  • pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, autoinflamatórias, doenças intestinais inflamatórias)

Município conta com novas câmaras de conservação de imunobiológicos

Equipamentos serão utilizados para o armazenamento de imunizantes

Nesta semana, Passo Fundo recebeu do Governo do Estado duas novas câmaras de conservação de imunobiológicos. Os equipamentos ficarão no Núcleo de Vigilância Epidemiológica e serão utilizados para o armazenamento de imunizantes que, posteriormente, irão para as salas de vacinação das unidades de saúde.

Conforme a coordenadora de Vigilância em Saúde, Marisa Zanatta, os equipamentos ampliam a capacidade de armazenamento. “Agora, com a elevada quantidade de vacinas, é muito importante que o município conte com mais duas câmaras. As câmaras são fundamentais para garantir a qualidade destes imunizantes", afirmou.

Foto: Michel Sanderi

Prefeitura reúne gestantes acompanhadas pelo Meu Bebê, Meu Tesouro

Encontro contou com orientações sobre a saúde das gestantes e dos bebês, além da entrega de kit de enxoval


"Para mim e, com certeza, para todas as crianças, está sendo muito importante. O programa Meu bebê, Meu Tesouro está me dando muito apoio e é a melhor coisa que poderia ter seido oferecida", afirma Alana Matias, de 24 anos, que está à espera da Maysa.
Alana é uma das gestantes que participam do programa Meu Bebê, Meu Tesouro e que estiveram presentes em um encontro promovido pela Prefeitura na tarde desta quarta-feira (6). A iniciativa contou com uma conversa sobre saúde e a entrega do kit de enxoval e de fotografias feitas no Dia da Gestante.
O prefeito, Pedro Almeida, destacou a importância do cuidado integral, com atendimentos em saúde e o acolhimento às mulheres. "O Meu Bebê, Meu Tesouro significa o apoio às gestantes e um acompanhamento efetivo com consultas, exames, o morfológico e o teste do pezinho. Também busca acolhê-las neste momento para que fortaleça o vínculo delas com as crianças. Sem dúvidas, é um dos programas mais importantes do Município porque cuida das pessoas com carinho e sensibilidade", disse.
O programa Meu Bebê, Meu Tesouro  atende, por intermédio das unidades de saúde, gestantes que realizam o pré-natal pelo SUS e apresentam algum fator de risco. Elas recebem atendimentos durante a gestação e o primeiro ano de vida do bebê.
O programa oferece encontros mensais para orientações em relação à gravidez, amamentação e cuidados com o bebê, consultas, exames, visitas domiciliares e demais atendimentos necessários em cada caso. Além disso, disponibiliza às mães um kit de enxoval para o bebê com vários itens, salão de beleza e fotografia artística no Dia da Gestante, transporte na saída da maternidade para o domicílio e cestas básicas durante três meses após o nascimento.
De acordo com a secretária de Saúde, Cristine Pilati, a iniciativa tem como principal objetivo a redução da taxa de mortalidade infantil. “O programa é voltado ao fortalecimento dos laços profundos do binômio mãe e filho, atendendo gestantes em vulnerabilidade e impactando diretamente na redução na mortalidade. A mortalidade infantil é um dos principais problemas enfrentados no Brasil e a solução está em implantar políticas públicas efetivas, ampliando e fortalecendo a rede primária de saúde”, afirmou.

Exame morfológico
Em 2021, o programa passou por uma transformação, com a inclusão de mais ações. Uma das principais novidades é o exame morfológico, que permite avaliar a adequada formação do bebê.
Stefani dos Santos de Camargo está com 22 semanas de gestação e conseguiu fazer o exame morfológico nesta semana, confirmando o sexo do bebê e garantindo que o desenvolvimento do filho está correndo de forma adequada. "Fiquei muito feliz quando fui atendida no Cais Vila Luiza e soube que a Prefeitura está disponibilizando esse exame. Na rede particular eu já tinha pesquisa e é bem caro. Fico bem mais tranquila sabendo que está tudo bem com o bebê", disse ela, que aguarda a chegada de Anthony para o mês de julho. 

Fotos: Michel Sanderi

Programa Meu Bebê, Meu Tesouro impacta na redução da mortalidade infantil

No Dia da Infância, lembrado nesta segunda-feira (21), a Prefeitura menciona a efetividade do programa para o fortalecimento do vínculo entre gestantes e bebês e a diminuição da taxa de mortalidade infantil

O programa ‘Meu Bebê, Meu Tesouro’, implementado pela Prefeitura de Passo Fundo em 2013, tem contribuído de forma efetiva com a queda da taxa de mortalidade infantil. A partir da iniciativa, a Prefeitura acolhe as gestantes que realizam o pré-natal pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e acompanha o bebê durante um ano de sua vida, estimulando o acesso a diversos serviços.

A taxa de mortalidade infantil expressa o número de crianças que morrem antes de completar 1 ano de vida a cada mil nascidas vivas. Segundo informações do Ministério da Saúde, grande parte dos óbitos na infância ocorre no primeiro mês. Sendo assim, existe uma elevada relação das causas perinatais como a prematuridade, o que evidencia a importância dos cuidados durante a gestação, o parto e o pós-parto por meio de assistência em saúde e educação.

Em Passo Fundo, a secretária municipal de Saúde, Cristine Pilati, identifica que a taxa caiu conforme o número de gestantes acompanhadas cresceu. “No ano de 2013, com 217 cadastros, a taxa de mortalidade era de 12,9; em 2015, quando foi registrada a maior quantidade de atendimentos, com 483 mulheres acompanhadas, o índice de mortalidade infantil foi de 8,62, bem inferior ao que a Organização Mundial da Saúde tem como meta, que é 12. Já em 2021, tivemos 283 cadastros e a taxa foi de 9,77. Os números reforçam a importância de investirmos no programa, buscando inserir as gestantes em situação de risco”, menciona, enfatizando que, neste primeiro trimestre de 2022, a Secretaria registra 166 cadastros.

De acordo com Cristine, o programa promove o acompanhamento da gestante e do bebê, estimulando e orientando sobre os principais cuidados. “A conscientização sobre a vacinação, a importância do acompanhamento do bebê pela unidade básica de saúde, o incentivo às consultas de puericultura, que devem ser mensais no primeiro ano de vida e o estímulo aleitamento materno exclusivo até completar seis meses e à introdução de alimentos após o sexto mês estão entre as ações trabalhadas dentro do programa. Além disso, o Meu Bebê, Meu Tesouro busca construir e fortalecer o vínculo afetivo entre mãe e filho”, destaca.

Novas ações para potencializar o acolhimento

Acolher as mulheres e fortalecer o vínculo entre mães e filhos também são fatores que norteiam as ações do programa ‘Meu Bebê, Meu Tesouro’. Pensando na importância da iniciativa, em 2021, a Prefeitura reestruturou e ampliou as ações a fim de que mais mulheres sejam incluídas e acompanhadas.

O programa oferece encontros mensais para orientações em relação à gravidez, amamentação e cuidados com o bebê, consultas e visitas domiciliares, atendimento em casos de gestação de risco e problemas de saúde da criança e kit de enxoval para o bebê. Além disso, disponibiliza o kit de estímulo ao vínculo e educação, com livro do bebê, livro de história e livro de banho, chá de bebê, salão de beleza e fotografia artística no Dia da Gestante e um táxi para a mãe na saída da maternidade.

Segundo Cristine, as novas ações vão ao encontro do cuidado integral com as gestantes. “O programa é voltado ao fortalecimento dos laços profundos do binômio mãe e filho, atendendo gestantes em vulnerabilidade e impactando diretamente na redução da mortalidade. A mortalidade infantil é um dos principais problemas enfrentados no Brasil e a solução está em implantar políticas públicas efetivas que fortaleçam a rede primária de saúde”, enfatiza.

O cadastramento das mulheres no programa deve ser realizado, preferencialmente, em até 20 semanas de gestação àquelas que realizam o pré-natal pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O processo de inclusão é efetivado por meio das unidades de saúde.

Foto: Jean Mognon

Cronograma de vacinação de 14 a 18 de março

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou o cronograma da vacinação contra a Covid-19 para a próxima semana, entre os dias 14 e 18 de março.

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou o cronograma da vacinação contra a Covid-19 para a próxima semana, entre os dias 14 e 18 de março. Serão disponibilizadas primeiras, segundas e doses de reforço. Confira:

14, 16, 17 e 18 de março

1ª dose
Pessoas acima de 12 anos, gestantes e puérperas

2ª dose Pfizer
Adolescentes que receberam a primeira dose até o dia 21 de fevereiro
*Enquanto houver doses disponíveis

3ª dose
Pessoas acima de 18 anos que receberam a segunda dose até 14 de novembro
*Enquanto houver doses

Locais:
Cais Vila Luíza, Cais Hípica; UBS Vila Nova; Ambulatório de Especialidades; ESF Nenê Graeff; ESF Zachia; Ambulatório São José; ESF Donária/Santa Marta; ESF São Luiz Gonzaga; UBS Parque Farroupilha; ESF Adirbal Corralo; ESF Planaltina; ESF São Cristovão; ESF Adolfo Groth; e ESF Jaboticabal.

Horários:
ESF, UBS e ambulatórios: das 8h às 11h30 e das 13h às 16h
Cais: das 8h às 16h

Atenção: Especificamente no dia 16 de março, o Ambulatório de Especialidades vacinará até as 15h.

15 de março

1ª dose
Crianças de 5 a 11 anos
Documentos necessários: Carteira de vacinação e CPF ou Cartão SUS

2ª dose Pfizer
Crianças que receberam a primeira dose de Coronavac no dia 19 de janeiro

2ª dose Coronavac
Crianças que receberam a primeira dose de Coronavac no dia 15 de fevereiro ou anteriormente

Locais:
Cais Vila Luíza, Cais Hípica; UBS Vila Nova; Ambulatório de Especialidades; ESF Nenê Graeff; ESF Zachia; Ambulatório São José; ESF Donária/Santa Marta; ESF São Luiz Gonzaga; UBS Parque Farroupilha; ESF Adirbal Corralo; ESF Planaltina; ESF São Cristovão; e ESF Adolfo Groth.

Horários:
ESF, UBS e ambulatórios: das 8h às 11h30 e das 13h às 16h
Cais: das 8h às 16h

*Neste dia, não haverá aplicação de outras vacinas nas unidades

15, 16 e 17 de março

2ª dose Coronavac
Pessoas que precisam completar o esquema vacinal
*Enquanto houver doses

2ª dose AstraZeneca
Pessoas que precisam completar o esquema vacinal
Intervalo mínimo 8 semanas
*Enquanto houver doses

Reforço Janssen
Pessoas acima de 18 anos que receberam a primeira dose da Janssen há, no mínimo, dois meses
*Enquanto houver doses

Local: Central de Vacinas
Horário: das 8h às 12h

18 de março

Dose adicional adolescentes
Adolescentes de 12 a 17 anos imunocomprometidos
Intervalo mínimo de 8 semanas da segunda dose

3ª dose imunossuprimidos

Local: Central de Vacinas
Horário: das 8h às 12h

Se encaixam como imunossupressão:

  • imunodeficiência primária grave
  • quimioterapia para câncer
  • transplantados de órgão sólido ou de células-tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras
  • pessoas vivendo com HIV/Aids
  • uso de corticoides em doses ≥20 mg/dia de prednisona ou equivalente por ≥14 dias
  • uso de drogas modificadoras da resposta imune;
  • pacientes em hemodiálise
  • pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, autoinflamatórias, doenças intestinais inflamatórias)