Prefeito Pedro completa ciclo de visitas às unidades de saúde de Passo Fundo

Qualificação do atendimento e melhorias na estrutura dos espaços foram os principais focos dos encontros

Em reunião na Secretaria de Saúde, nesta sexta-feira (1), com a equipe que atende as comunidades do interior, o prefeito Pedro Almeida encerrou o ciclo de visitas a cerca de 40 unidades de saúde de Passo Fundo.

Os encontros serviram para conversar com as pessoas sobre os serviços prestados, com o objetivo de qualificar o atendimento à população e também melhorar a estrutura dos locais e o dia a dia dos profissionais.

“Estamos encerrando um ciclo de conversas e visitas em todas as nossas unidades de saúde do município, junto com a Dra. Cristine Pilati, que completa 60 dias de volta à frente da Secretaria de Saúde. Fizemos um breve diagnóstico, olhamos a questão da estrutura das unidades, a necessidade de pessoal, o nosso cuidado e a nossa preocupação com o atendimento às pessoas em cada bairro”, apontou o prefeito Pedro Almeida.

A secretária de Saúde, Cristine Pilati, reforçou os avanços que a comunidade alcançou nos últimos anos em atendimento básico. “Estamos evoluindo muito com nossa estrutura em saúde. Nosso objetivo é fortalecer a atenção primária e levar cada vez mais ao interior e aos bairros da nossa cidade, ao centro, uma saúde de qualidade”, afirmou a secretária.

O prefeito enfatiza que além das visitas, a gestão tem mantido diálogo com profissionais da saúde do município. “Ouvimos nesta semana também os dirigentes dos hospitais, a 6ª Coordenadoria de Saúde, onde tratamos vários temas que dizem respeito ao futuro da saúde de Passo Fundo. Estamos olhando para os profissionais de saúde, para quem conhece a área e dando voz e vez aos técnicos, aos médicos que têm toda a capacidade de seguir atendendo a nossa população cada vez melhor”, finaliza o prefeito.

Unidades de Saúde recebem avaliação satisfatória no ranking do Previne Brasil

Vinte e três unidades tiveram notas acima de nove

A cada quatro meses, o desempenho dos municípios brasileiros na atenção primária à saúde é avaliado e tem impacto no financiamento federal. Nesse contexto, o Ministério da Saúde divulgou o resultado do terceiro quadrimestre de 2023 do Previne Brasil, que previa a avaliação de sete indicadores fundamentais para o custeio da Atenção Primária à Saúde (APS) no país considerando pré-natal, saúde da mulher, saúde da criança e doenças crônicas.

Mais da metade das unidades de saúde de Passo Fundo receberam nota acima de 9. “Este quadrimestre tivemos 23 unidades com notas acima de 9. Com destaque à UBS Independente, que ficou com 9,9. Estamos em uma constante evolução e qualificação da APS no município. Agradecemos e parabenizamos o empenho e comprometimento do trabalho de cada profissional de nossas unidades”, aponta a secretária de Saúde, Cristine Pilati.

O programa Previne Brasil, instituído em 2019, estabelece o novo modelo de financiamento de custeio da Atenção Primária à Saúde, com repasse de recursos constituído em 4 componentes: capitação ponderada, pagamento por desempenho, incentivo para ações estratégicas e incentivo financeiro com base em critério populacional.

“A partir do resultado dos indicadores, é calculada uma nota que mensura o desempenho do município, chamado de Indicador Sintético Final (ISF), que também determina o valor do incentivo financeiro do pagamento por desempenho, e não pelos indicadores individualizados. O ISF varia de zero a 10, segundo seus respectivos parâmetros e pesos, correspondendo a porcentagem do recurso máximo do Pagamento por Desempenho. Nesse sentido, se o município alcançar a nota 5,0, receberá 50% do recurso possível”, esclarece Cristine.

Os incentivos abrangem características específicas de acordo com a necessidade de cada município. Esses incentivos contemplam a implementação de programas, estratégias e ações que refletem na melhoria do cuidado na APS e na Rede de Atenção à Saúde.
Passo Fundo está aderido às seguintes ações e programas:

  1. Programa Saúde na Escola (PSE);
  2. Informatiza APS;
  3. Atenção integral à saúde dos adolescentes em situação de privação de liberdade;
  4. Equipe de Atenção Primária Prisional (eAPP);
  5. Equipe de Saúde Bucal (eSB);
  6. Centro de Especialidades Odontológicas (CEO);
  7. Laboratório Regional de Prótese Dentária (LRPD) - aguardando credenciamento pelo Ministério da Saúde;
  8. Estratégia de Saúde Cardiovascular (ECV) na APS.
  9. PIM Programa Primeira Infância Melhor

A Prefeitura trabalha também os Programas que o Estado tem de referência para Saúde, dentre eles:
Rede Bem Cuidar,
Farmácia Mais,
Geração Consciente.

Confira a 23 unidades com nota superior a 9
UBS INDEPENDENTE
UBS JARDIM AMÉRICA
ESF JERONIMO COELHO
ESF NENÊ GRAEFF
SAÚDE RURAL
ESF 1º CENTENÁRIO
ESF DONÁRIA
UBS SANTA RITA
ESF VALINHOS
UBS J. A. ZACHIA
UBS N. S. APARECIDA
ESF PLANALTINA
ESF SÃO JOSÉ
ESF JABOTICABAL
UBS IVO FERREIRA
UBS NONOAI
ESF SANTA MARTA
UBS VILA ANNES
ESF ADIRBAL CORRALO
UBS CAIS HÍPICA
ESF J. A. ZACHIA
ESF VILA MATTOS
UBS P. FARROUPILHA

Samu Avançado: Prefeitura recebe confirmação do Ministério da Saúde para habilitação do serviço em Passo Fundo

O prefeito de Passo Fundo, Pedro Almeida, confirmou nesta sexta-feira (23) que o Município foi habilitado junto ao Ministério da Saúde para receber o serviço do Samu Avançado. Com a Unidade de […]

O prefeito de Passo Fundo, Pedro Almeida, confirmou nesta sexta-feira (23) que o Município foi habilitado junto ao Ministério da Saúde para receber o serviço do Samu Avançado. Com a Unidade de Suporte Avançado (USA), o resgate é feito por uma equipe composta por médico, enfermeiro, socorrista e condutor e o Município passa a contar com o suporte de uma UTI móvel para transferência de pacientes de alto risco. A unidade avançada também possibilita que Passo Fundo tenha a própria central de regulação de atendimento do SAMU que hoje é feita por Porto Alegre.

“A habilitação junto ao Ministério é resultado de uma importante articulação entre a Prefeitura, o mandato do Deputado Federal Luciano Azevedo e, ainda, a Câmara Municipal e outras lideranças de Passo Fundo. Estivemos, em 2022, com a secretária estadual de saúde Arita Bergmann, em Porto Alegre, tratando desta solicitação que vai complementar o nosso serviço. Um momento muito importante para a Saúde de Passo Fundo”, afirmou o prefeito Pedro Almeida.

Atualmente, Passo Fundo possui uma equipe de suporte básico do Samu (composta por técnico de enfermagem e motorista). De acordo com a secretária municipal de Saúde, Cristine Pilati, o processo junto ao Ministério da Saúde foi encerrado com êxito, restando aguardar os prazos. “Nossos próximos passos são receber a ambulância e fazer o processo seletivo, porque é uma equipe diferente da básica”, observou.

Os atendimentos, conforme a secretária, serão referenciados para o Hospital São Vicente de Paulo e Hospital de Clínicas, preferencialmente. O repasse mensal previsto como contrapartida da Secretaria de Estado da Saúde ao Município iniciará a partir da habilitação de custeio do Ministério da Saúde.

No dia 5 de março, o Município voltará a se reunir com a Secretaria Estadual de Saúde para tratar da implantação da regulação descentralizada.

Histórico

Habilitação Básica - SAMU 2010 - 26 de maio de 2011 (início do serviço)

● Ambulância Básica - em uso - Ministério da Saúde

● Ambulância Básica - em uso - Recursos próprios do Município

12 de março de 2022 - Reunião do prefeito Pedro Almeida com a secretária estadual de Saúde, Arita Bergmann, e Coordenação Estadual da Regulação Médica e SAMU para solicitação da SAMU Avançada e Central de Regulação Compartilhada

Novembro de 2023 - Aprovação em CIR e CIB e inclusão no Sistema de Apoio à Implementação de Políticas em Saúde, SAIPS

24 de janeiro de 2024 - Aprovação no SAIPS - Veículo SAMU Avançada

1º de fevereiro de 2024 - Aprovação da Qualificação da Samu

Prefeito reúne o Comitê Municipal de Enfrentamento à Dengue

Objetivo foi alinhar as ações de combate desenvolvidas pelo Município, além de esclarecer o fluxo de atendimento da população

Tendo em vista o aumento de casos no país, o prefeito Pedro Almeida convocou, nesta sexta-feira (23), uma reunião com o Comitê Municipal de Enfrentamento à Dengue, envolvendo a rede municipal de Saúde, hospitais, instituições e entidades envolvidas no combate. O objetivo foi alinhar as ações desenvolvidas pelo Município, defender a união de esforços e estabelecer novas medidas a serem tomadas.

De acordo com o prefeito, Passo Fundo tem trabalhado de forma articulada no combate à dengue com ações direcionadas à conscientização da comunidade, fiscalização e limpeza da cidade. “Muitos municípios estão enfrentando uma situação crítica com relação à doença. O nosso trabalho aqui é evitar que tenhamos um aumento significativo de casos. Por isso, precisamos trabalhar juntos”, destacou.

O Município executa ações permanentes de controle da dengue e, no ano passado, quando a curva de casos começou a ser modificada, adotou importantes medidas: a contratação de mais agentes de combate às endemias, que estão em contato direto com a população, realizando visitas domiciliares, a verificação dos imóveis e a orientação dos moradores; a pulverização de inseticida contra o mosquito Aedes aegypti no entorno das residências com casos confirmados; campanhas de conscientização sobre os cuidados que devem ser adotados pela comunidade; notificações e multas para os proprietários dos imóveis que não tomarem os cuidados necessários. Também, dentro do programa Cidade Limpa, ampliou a limpeza urbana e facilitou o descarte adequado de resíduos pela população com a disponibilização de contêineres móveis nos bairros.

Durante a reunião com o comitê, o prefeito determinou novas medidas. Entre elas, um encontro com os hospitais para a organização do fluxo de atendimentos da população, uma mobilização educativa nas escolas com apoio da Secretaria Municipal de Educação e da Coordenadoria Regional de Educação e uma aproximação com as associações de bairros com o intuito de engajar a comunidade.

Conforme a secretária de Saúde, Cristine Pilati, é imprescindível que o Município atue na prevenção e esteja preparado para atender a população. “Esperamos, nos próximos meses, uma piora da curva de casos, seguindo as características sazonais. Nós, da área da Saúde, novamente, devemos mostrar união, força e trabalho em equipe. Mas também contamos com a sociedade, uma vez que o enfrentamento à dengue passa por atitudes individuais”, salientou.

Cenário local
Neste momento, a cidade contabiliza 35 casos confirmados desde o início do ano. Outros 149 estão em análise, como identifica o Painel de Casos de Dengue do Rio Grande do Sul.

A secretária de Saúde, Cristine Pilati, lembra que, embora o trabalho das autoridades de saúde seja fundamental, a colaboração da comunidade é indispensável para controlar a propagação do mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue. “É essencial que cada morador assuma a responsabilidade de cuidar do seu ambiente, adotando práticas que impeçam a reprodução do mosquito, como manter os quintais e ambientes domésticos limpos e livres de acúmulo de água. Ações como a limpeza regular de calhas, a vedação adequada de caixas d'água e a eliminação de poças d'água contribuem significativamente para a redução do risco de proliferação do mosquito”, reforça Cristine.

Denúncias de possíveis focos do mosquito podem ser feitas pelos telefones (54) 99654-1444 e (54) 3046-0073.

Prefeitura presta contas do terceiro quadrimestre 2023

Arrecadação do município tem três fontes principais: Estado, União e receitas próprias

A Prefeitura de Passo Fundo realizou na tarde desta quinta-feira (22), a audiência pública para prestação de contas do terceiro quadrimestre de 2023, no Plenarinho da Câmara de Vereadores. A arrecadação do município tem três fontes principais: Estado, União e receitas próprias, obtidas através do pagamento de impostos como IPTU, ISS e ITBI.

De acordo com o secretário de Finanças, Dorlei Maffi, as receitas totais do município previstas até o terceiro quadrimestre de 2023 eram de R$ 1.073.294.000,00 e atingiram o valor de R$ 1.073.051.206,72.

Em relação às despesas, a previsão era de R$ 997.219.560,00 até o terceiro quadrimestre, enquanto o gasto liquidado fechou em R$ 888.686.452,18. A despesa com pessoal representou 48%% da receita corrente líquida, mas deverá sofrer ajuste do Tribunal de Contas do Estado, como tem ocorrido nos últimos anos, em aproximadamente 1,5%.


Ainda segundo Maffi, o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), que representa parcela importante na arrecadação municipal, teve uma variação nominal positiva de 6,74%. Com relação ao IPTU, o aumento nominal foi de 10,03% em relação ao mesmo período de 2022, e o ISS, de 17,81%. Em relação ao ICMS passou de 0,59% negativo para 4,65% em relação mesmo período de 2022. Já o IPVA teve aumento de 8,34% em relação ao mesmo período do ano passado.

Prefeitura capacita profissionais para o atendimento da dengue

Treinamento abordou o fluxo de atendimento da população

A Prefeitura realizou, nessa terça-feira (20), uma capacitação sobre a dengue com a rede de Saúde de Passo Fundo. No auditório da Faculdade de Medicina na UPF, o treinamento reuniu os profissionais que atuam nas unidades de saúde e hospitais, abordando o fluxo de atendimento da população.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Cristine Pilati, a preparação da rede é fundamental em decorrência do aumento de casos no país. “A curva de casos no estado está atípica, e a tendência é uma piora desta curva nos próximos meses. Este é o motivo de nos reunirmos aqui para discutirmos o fluxo”, destacou.

Neste momento, Passo Fundo registra 24 casos positivos de dengue desde o início do ano. O Rio Grande do Sul contabilizou, nessa terça-feira, o quinto óbito causado pela doença. “Nós, da área da Saúde, novamente, precisamos mostrar união, força e trabalho em equipe. Mais uma vez, a sociedade precisa de nós. Vimos que há o entendimento dos profissionais da rede em relação ao momento que estamos vivendo”, considerou Cristine. Ela destacou que é fundamental a parceria com os hospitais, para que os pacientes graves não fiquem na atenção básica. “Os casos graves precisam ser encaminhados para as unidades hospitalares para o tratamento adequado”, enfatizou.

Em 2023, já visualizando o aumento de casos de dengue, a Prefeitura realizou dois processos de capacitação com a rede de Saúde. Foi elaborado um plano de contingência, que será revisitado para atualização de procedimentos, caso necessário. O prefeito Pedro Almeida convocou para a próxima sexta-feira uma reunião do Comitê Municipal da Dengue para tratar do enfrentamento da doença.  

Cuidados contra a dengue

O Município está adotando uma série de medidas de combate ao mosquito Aedes aegypti e de conscientização dos moradores sobre os cuidados que devem ser adotados. Entre os principais sintomas da dengue, estão dores no corpo e de cabeça, febre e manchas avermelhadas pelo corpo.

A orientação é que, ao apresentar sinais, a população busque atendimento nas unidades de saúde e não se medique, uma vez que alguns medicamentos, como os anti-inflamatórios, são contraindicados e podem piorar o quadro da doença.

Atendimentos do Cais Petrópolis são remanejados

Reforma deve seguir até novembro e os atendimentos agendados ocorrerão no Cais São Cristóvão

As obras de melhorias e ampliação do Cais Petrópolis já estão em andamento. A previsão de conclusão dos trabalhos é de nove meses e durante este período o local permanecerá fechado para atendimento ao público. Os atendimentos agendados ocorrerão no Cais Luiz Fragomeni, na São Cristóvão.

De acordo com a secretária de Saúde, Cristine Pilati, os agendamentos e atendimentos para a unidade de saúde foram remanejados. “Iniciamos a reforma tão esperada do Cais Petrópolis, que tanto ajudou no Covid, na pandemia, atendendo a população de diuturnamente. Então, muito importante esta reforma, que vai qualificar os atendimentos neste local, ampliando as salas, fazendo a transformação de alguns ambientes, como a farmácia e a recepção, aumentando a estrutura para que futuramente ele possa ser um Cais 24 horas. A ideia é que essa reforma dure aproximadamente até o mês de novembro, e neste momento os atendimentos do plantão, tanto odontológico como médico, foram transferidos exatamente nos mesmos horários. Para o Cais Luiz Fragomeni, na São Cristóvão”, argumenta a secretária.

Cristine lembra que, ficando pronta a unidade de saúde, próxima ao Cais Petrópolis, alguns dos atendimentos serão retomados no local. “Teremos um Cais novo, utilizando parte da infraestrutura existente, com a ampliação de 258,26m² e reforma de 463,47m², incluindo, nova cobertura, novos pisos, revestimentos de parede, nova pintura, novas aberturas internas e externas, novas redes elétricas e hidráulicas, nova climatização e nova fachada”, esclarece a secretária.

Os atendimentos médicos, de enfermagem e odontológicos das 18h às 22h de segunda a sexta-feira, e sábados e domingos das 8h às 20h, foram transferidos para o Cais São Cristóvão.  

Os atendimentos no horário das 7h às 19h foram reorganizados pela Secretaria de Saúde, conforme escalas, nos demais Cais e Ambulatório de Especialidades, com o objetivo de manutenção regular das consultas e agendamentos.

A Secretaria de Saúde está contactando os pacientes já agendados para comunicar data da consulta, horário e novo local. O telefone (54) 999810361 pode ser acionado em caso de dúvidas sobre o novo local de atendimento.

Foto: Michel Sanderi

Prefeito anuncia novas medidas de enfrentamento da dengue

Convocação do Comitê municipal, aquisição de testes rápidos para detecção da doença e capacitação de toda a rede de saúde para atendimento aos pacientes com dengue estão entre as ações 

O Prefeito Pedro Almeida definiu nesta sexta-feira (16), em reunião com a secretária de Saúde de Passo Fundo, Cristine Pilati, algumas ações e estratégias para intensificar os cuidados e prevenção no combate ao aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue.

De acordo com o Painel de Casos de Dengue no RS, do governo do Estado, até a tarde desta sexta-feira, Passo Fundo contabiliza 18 casos confirmados da doença (11 autóctones), num total de 244 notificações enviadas para análise, sendo 112 negativados e 114 aguardando resultado.

“Seguimos com várias ações de enfrentamento à dengue no município. Por parte da Prefeitura, estamos chamando as entidades da cidade para fazer uma grande força-tarefa, que vai tratar de forma mais específica o tema. Autorizei o processo de compra dos testes rápidos, temos mais de 50 agentes trabalhando nas ruas com orientação e fiscalização nas residências. Neste momento, pedimos à população que continue nos auxiliando, fazendo a limpeza de suas casas e locais que possam ter acúmulo de água”, destaca o prefeito.

A secretária Cristine Pilati frisa que será feito um treinamento de capacitação de toda a rede de saúde do município, tanto municipal quanto privada, para atender a população. “Apesar de não estarmos numa situação grave como outros municípios, precisamos nos preparar. Queremos que nossa rede de saúde esteja capacitada, caso seja necessário um atendimento específico. Estamos realizando também a pulverização em todos os bairros e, de forma mais intensa, nos que apresentam casos positivos e larvas. Fizemos um reforço na compra de materiais e medicamentos necessários para o atendimento dos pacientes”, afirmou a secretária. 

No site da Prefeitura (pmpf.rs.gov.br), semanalmente na terça-feira, a situação da dengue no município é divulgada por meio de boletim que contém o número de notificações, o número de casos descartados, o número de casos em investigação, o número de casos confirmados, o número de casos autóctones e o número de óbitos (caso ocorra). 

Prefeitura iniciará reforma no Cais Petrópolis

Medida garante maior qualificação da unidade e dos atendimentos prestados

A Prefeitura iniciará no dia 14 de fevereiro mais uma etapa das obras que estão em andamento no Cais Petrópolis. A medida garantirá uma maior qualificação da unidade de saúde e dos atendimentos prestados.

Para que a reestruturação seja possível, os atendimentos médicos, de enfermagem e odontológicos das 18h às 22h de segunda a sexta-feira, e sábados e domingos das 8h às 20h, serão transferidos para o Cais São Cristóvão.

Os atendimentos no horário das 7h às 19h foram reorganizados pela Secretaria de Saúde, conforme escalas, nos demais Cais e Ambulatório de Especialidades, com o objetivo de manutenção regular das consultas e agendamentos.

A Secretaria de Saúde fará contato telefônico com os pacientes já agendados para comunicar data da consulta, horário e novo local. O telefone (54) 99810361 pode ser acionado em caso de dúvidas sobre o novo local de atendimento.

Seis unidades em saúde da rede municipal fizeram mais de 190 mil atendimentos em 2023

Locais foram visitados pelo prefeito Pedro Almeida e pela secretária de saúde, Critine Pilati

O prefeito de Passo Fundo, Pedro Almeida, e a secretária de saúde, Cristine Pilati, visitaram nesta semana unidades de atenção secundária em saúde do município.
Conforme o prefeito, Pedro Almeida, este é um momento para conversar com as pessoas sobre os serviços prestados. “Essa aproximação é fundamental para qualificarmos os serviços prestados à população e o melhorarmos o dia a dia dos profissionais”, esclarece o prefeito.
Os locais, que são compostos por ações que visam atender aos principais problemas e agravos da saúde da população, de apoio diagnóstico e terapêutico e atendimento de urgência e emergência, atenderam mais de 190 mil pessoas em 2023. Confira os atendimentos prestados nos locais visitados.

Centro de Referência da Saúde da Mulher e população LGBTI
O Centro de Referência da Saúde da Mulher e População LGBTI, em funcionamento na Rua Lava Pés, 1903 – Centro, conta com 16 profissionais de nível superior realizando atendimento multidisciplinar à saúde da mulher, gestante, onde cuidam das mães do programa Meu Bebê Meu Tesouro, e população LGBTI.
Consultas médicas ginecológicas, consultas de enfermagem, biópsias, citopatológico de colo uterino, inserção DIU e implante contraceptivo subdérmico de etonogestrel, consultas de pré-natal alto risco, avaliação e encaminhamento para vasectomias e ligadura tubária, são alguns dos serviços prestados. Em 2023 mais de dez mil pessoas foram atendidas no local. O horário de atendimento é das 8h às 12h e das 13h às 17h e o telefone: (54) 3312-0484.

Ambulatório de Especialidades
No Ambulatório de Especialidades é oferecido à comunidade atendimento em diversas especialidades médicas, entre elas: cardiologia, dermatologia, ginecologia, pediatria e psiquiatria e atendimento multidisciplinar.
O atendimento ocorre por meio de consultas. Para utilizar o serviço é necessário ter em mãos documentos de identificação pessoal e o cartão do SUS. Em 2023 mais de cinco mil pessoas foram atendidas no local. O Ambulatório está localizado na rua Uruguai, 1180 Centro e os telefones para contato são (54) 3313-6855 / (54) 3581-0412.

Central de Vacinas
A Central de Vacinas da Prefeitura de Passo Fundo presta atendimento ao recém-nascido, BCG e Teste do Pezinho, além das vacinas de calendário fixo de imunização. Em 2023 aproximadamente 14 mil pessoas foram atendidas no local.
A central está localizada na Rua Uruguai, 667, esquina com a Rua Benjamin Constant, no centro da cidade. O atendimento acontece das 7h às 18h30min, sem fechar ao meio-dia, e as famílias podem ter acesso a todas as vacinas que compõem o calendário oficial, desde o nascimento da criança.

Centro de Referência da Saúde do Idoso
O Centro de Referência do Idoso é um serviço especializado com atendimento multidisciplinar, qualificado e humanizado. No local são prestados atendimentos aos idosos encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde em esfera ambulatorial ou domiciliar, proporcionando a eles melhora na qualidade de vida, bem como orientação aos seus cuidadores e familiares, através de ações que visem à promoção à saúde, prevenção, assistência e reabilitação em nível secundário de complexidade. Os atendimentos domiciliares são priorizados para quem tem acima de 80 anos. Em 2023 mais de quatro mil pessoas foram atendidas no local.
A equipe multidisciplinar é composta por 13 profissionais de enfermagem, fonoaudiologia, fisioterapia, cardiologia, clínico geral, ginecologista, nutricionista, odontologia, psicologia.

SAMU
O Serviço Móvel de Atendimento de Urgência, Samu, tem um espaço com estrutura para as equipes e possui logística adequada para saídas rápidas das ambulâncias para qualquer ponto da cidade.
Em uma área de aproximadamente 300 metros quadrados, a sede conta com um pavilhão para as ambulâncias, espaço para lavagem e desinfecção dos veículos, sala para capacitação, dormitórios e pátio. Com serviços no município desde 2011, são duas ambulâncias que integrarão o serviço e ajudam no atendimento de urgência e emergência.
Mais de 5.500 atendimentos foram realizados em 2023 pela equipe composta por seis consultores, seis técnicos de enfermagem, e uma coordenadora.

Farmácia Central
A Farmácia Central do município está localizada na Avenida Brasil, 190. O atendimento ao público é feito de segunda a domingo, 24h. Em 2023 mais de 153 mil pessoas foram atendidas no local.
A farmácia atende mensalmente cerca de cinco mil pessoas, somando 1,2 milhão de comprimidos distribuídos todos os meses. O local concentra a distribuição também de outros itens de saúde.