Ícone

Turismo


Economia

Economia

Indicadores Socioeconômicos recentes confirmam aspectos positivos do desenvolvimento de Passo Fundo. Verifica-se elevação da qualidade de vida com tendência de redução na desigualdade de renda dos habitantes, motivada pela evolução da atividade industrial, comercial e de serviços, por maior grau de formalização nas relações de emprego, qualificação continuada da força de trabalho e ampliação do sistema de proteção social.

Ocupando a 168° posição no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM) entre 5.565 municípios brasileiros, Passo Fundo apresenta melhorias nas condições econômicas, na expectativa de vida e nas oportunidades educativas, sendo um mercado consumidor como poder de compra crescente. No orçamento  municipal, a educação recebe os maiores investimentos, lado a lado com a saúde e as obras públicas.

Novos empreendimentos industriais incrementam a geração de riqueza e contribuem para a qualificação dos processos produtivos, comerciais e logísticos, influenciando o crescimento do setor de serviços, o quinto maior do Estado.O comércio varejista mantém o maior índice de valor adicionado, seguido do comércio atacadista e da indústria de transformação.

Conforme o Cadastro Central de Empresa (Cempre), ano base 2012, Passo Fundo é o 109º município que mais gera empregos no Brasil e o oitavo no Rio Grande do Sul, sendo a construção civil o setor responsável pelo maior número de contratações, com aumento de 24% em relação a 2011. No mesmo período, houve crescimento de 13,4% na fabricação de produtos alimentícios e de 13,8% na produção de máquinas e implementos. No setor de educação, a oferta de postos de trabalho ampliou-se em 9,5%.