PMPF Facebook

Estrutura

Saúde

A Secretaria de Saúde trabalha com cinco coordenadorias que desenvolvem ações desde a prevenção até o atendimento à população de Passo Fundo.

Coordenadoria Clínica

É o órgão responsável final por todas as atividades médicas e técnicas veiculadas à Secretaria.

Estrutura
Núcleo de Triagem e Coleta e Núcleo de Hemofílico.

Coordenadoria Técnica

É o órgão responsável por todas as atividades técnicas laboratoriais dos laboratórios de Imunohematologia, fracionamento, sorologia, controle de qualidade e esterilização. Atua na orientação e auxílio ao núcleo na execução das competências da coordenadoria técnica, a partir do núcleo Laboratorial.

Coordenadoria de Promoção da Saúde

É o órgão responsável pelos programas que objetivam cuidar, com medidas preventivas, de pacientes já acometidos por doenças, mas que necessitam de controle, e de pacientes que necessitam de orientações para não adoecer.

Estrutura da Coordenadoria:
Núcleo de Saúde do Idoso
Núcleo de Saúde Mental
Núcleo de Ações Básicas
Núcleo de Projetos Especiais

Coordenadoria de Recuperação à Saúde

Recuperar o paciente que já está acometido da doença; Coordenar o atendimento hospitalar, providenciando e autorizando as internações nos hospitais de Passo Fundo, através do Núcleo Ambulatorial; Coordenar todas as Unidades Básicas de Saúde responsáveis pela consulta, exames e medicamentos e as Unidades de Pronto Atendimento, sendo responsável também pela escala de atendimento que os profissionais prestam na rede; Revisão, autorização e emissão das Autorizações de Internações Hospitalares (AIHs); Controle e distribuição da cota de AIHs entre os hospitais do Município de Passo Fundo, entre outras atividades. (Redação dada pela Lei Complementar nº 440/2019).

O horário de atendimento para autorização das cirurgias eletivas é de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e nas segundas, quartas e sextas-feiras das 13h30min às 14h30min.

Estrutura da Coordenadoria:

1) Núcleo Ambulatorial: compreende a organização e articulação da rede de serviços, mediante o desenvolvimento do processo de programação integrada, execução de central de regulação, controle e avaliação nos níveis de assistência: PABA (Piso de Atenção Básica Ampliada), Média e Alta Complexidade Ambulatorial, bem como as capacidades técnico-operacionais necessárias ao exercício das funções de alocação de recursos, programa físico-financeiro; Relatório mensal com a produção das atividades realizadas nas Unidades Básicas de Saúde e CAIS entre outras atividades.

2) Núcleo de Assistência Farmacêutica: Coordenar a política de assistência farmacêutica do Município, os profissionais e os espaços e insumos necessários para a efetivação da política; elaborar e estabelecer a padronização de medicamentos da Secretaria; Planejar, programar e executar a aquisição de medicamentos da Rede Municipal de Saúde; Coordenar o armazenamento e distribuição de medicamentos para as unidades básicas de saúde, pronto-socorro e ambulatório médico; entre outras atividades.

3) Núcleo de Unidades Especializadas em Saúde: Coordenar, planejar, organizar e dar apoio técnico as ações pertinentes à atenção prestada nos CAIS; Promover a articulação entre as ações da Atenção Básica e da Assistência de média e alta complexidade que constitui as redes assistenciais; Prestar cooperação técnica aos distritos sanitários, no processo de expansão e qualificação da atenção básica. (Redação acrescida pela Lei Complementar nº 365/2014).

Coordenadoria de Vigilância em Saúde

É o órgão responsável pela intervenção sobre problemas de saúde-danos, riscos e/ou determinantes, com ênfase em problemas que requerem atenção e acompanhamento contínuos.

Atua na articulação de ações promocionais, de proteção e de prevenção, com ações sobre o território na identificação, detecção, monitoramento e controle dos fatores determinantes e condicionantes da saúde individual e coletiva da população.

Trabalha na adoção e recomendação de medidas de prevenção, controle e eliminação ou erradicação de doenças, riscos e agravos à saúde, bem como intervém nos problemas sanitários decorrentes do contato com o meio ambiente, com o ambiente e processos de trabalho, ou produtos e substâncias, da produção ao consumo, e com a prestação de serviço.

A coordenadoria atua na investigação e vigilância epidemiológica na busca ativa de casos, controle de doenças e monitoramento da qualidade da água na cidade.

Suas ações contemplam o controle de vetores e reservatórios, controle da população de animais que representam risco à saúde humana, vacinação, ações básicas de vigilância sanitária, gestão dos sistemas de informação.

Objetivo do estabelecimento de sistemas de informação e análise que permitam o monitoramento do quadro sanitário do país e subsidiem a formulação, implementação e avaliação das ações de prevenção e controle de doenças e agravos, a definição de prioridades e a organização dos serviços e ações de saúde em Passo Fundo.

Estrutura da Coordenadoria:
Núcleo de Vigilância Epidemiológica
Núcleo de Vigilância Sanitária
Núcleo de Vigilância da Saúde do Trabalhador
Núcleo de Vigilância Ambiental