PMPF Facebook

Passo Fundo, 19/05/2017, 16:53

Jornadas Literárias: 10 motivos para participar

Vem cá saber mais sobre a Jornada Nacional de Literatura

1 – Pra começar, somos a Capital Nacional de Literatura e uma das maiores movimentações literárias da América Latina
As Jornadas Literárias de Passo Fundo ocorrem há 36 anos e estão entre as maiores movimentações literárias da América Latina. Pela realização da movimentação cultural permanente proporcionada pelo projeto das Jornadas, o município tornou-se a Capital Estadual da Literatura (lei nº 12.838 de 13 de novembro de 2007) e a Capital Nacional da Literatura (título instituído pela lei nº 11.264). Além disso, as Jornadas Literárias passaram a integrar o Patrimônio Histórico e Cultural do Rio Grande do Sul (lei nº 12. 295, de 21 de junho de 2005). Passo Fundo orgulha-se por transformar-se, durante o período de sua realização, em cenário de festa, de celebração ao livro, de interação entre escritores, artistas, pesquisadores, intelectuais, que vêm de diferentes lugares do Brasil e de outros países.

2 - Formar leitores críticos do mundo é a nossa essência
Essa é a essência das Jornadas Literárias. Em um cenário que necessita de investimento para a multiplicação de leitores, a Jornada contribui para a promoção da leitura. O objetivo é formar e ampliar leitores. O contato com a leitura não acontece apenas nos dias da Jornada. Durante os meses que antecedem o evento, o público faz a leitura das obras dos autores que participarão da movimentação literária em outubro, por meio da Pré-Jornada e da Pré-Jornadinha.

3 - Clarice Lispector, Ariano Suassuna, Carlos Drummond de Andrade e Moacyr Scliar inspiram esta edição
Os espaços da Jornada no Complexo do Portal das Linguagens da UPF serão batizados com o nome de diferentes escritores: Clarice Lispector, Ariano Suassuna, Carlos Drummond de Andrade e Moacyr Scliar. Esses espaços contemplarão a trajetória e as obras que marcaram as carreiras desses escritores.

4 - Festa da literatura tomará conta da cidade

Nesta edição, essa movimentação cultural terá como principal característica ações para envolver a comunidade num processo de jornalização. As atividades, além de acontecerem no Campus I da UPF, serão estendidas para diversos espaços públicos e culturais de Passo Fundo. É uma movimentação que acontece em uma universidade, mas que contemplará o público que também não está inscrito, contribuindo para a promoção da leitura. Não é um evento editorial, nem comercial.

5 – Encontre autores nos bares e nos espaços culturais da cidade

Neste processo de jornalização, estão os projetos “Livros na mesa: leituras boêmias” e o “Caminho das artes”. A ação “Livros na mesa: leituras boêmias” engloba shows musicais, conversa informal entre escritores e leitores com sessões de autógrafos e lançamentos de livros em bares da cidade após as 22h. O “Caminho das artes” deverá acontecer no Centro de Passo Fundo após as 21 horas. Haverá a presença de autores e decoração especial voltada para a movimentação cultural.

6 - Aplicativo guiará percursos de leitura

Um aplicativo para celular está sendo desenvolvido e fará parte das atividades da Pré-Jornada e da Pré-Jornadinha. A tecnologia será utilizada no “Projeto transversais: rotas leitoras”, que é um percurso de leituras, via aplicativo, com atualização dos conteúdos nos principais pontos da cidade. A tecnologia também será utilizada na Mobigincana, que é uma modalidade de jogo virtual.

7 – Espaço de reflexão e crítica
A Jornada trilha um caminho de reflexão sobre as complexidades das nossas relações. Estamos vivendo um momento complexo na política, na economia e também nas relações humanas. Isso faz com que que a arte e os processos comunicativos também se tornem mais complexos e precisamos formar pessoas e repensar a nossa condição. A Jornada tem como objetivo formar leitores multimidiais, críticos e esteticamente sensíveis.

8 – Teremos o melhor da cena contemporânea da produção literária brasileira
Além de homenagear fontes importantes da tradição literária, como Clarice Lispector, Ariano Suassuna, Carlos Drummond de Andrade e Moacyr Scliar, a Jornada terá, ao vivo e a cores, o melhor da cena contemporânea da produção literária brasileira. Entre os escritores confirmados, estão Affonso Romano de Sant'Anna, Bráulio Tavares, Cintia Moscovich, Conceição Evaristo, Julián Fuks, Marina Colasanti, Mário Corso, Michel Laub, Nádia Battella Gotlib, Pedro Gabriel, Rafael Coutinho, Roger Mello e Zeca Camargo. A programação da 8ª edição da Jornadinha prevê a participação de autores premiados como Daniel Kondo, Lúcia Hiratsuka e Jean-Claude Alphen, além de nomes como Edson Gabriel Garcia, Heloísa Prieto, Rosana Rios e do angolano Ondjaki.

9 – Oficinas, Seminários e Concurso Nacional de Contos Josué Guimarães

A Jornada terá pelo menos sete oficinas. Entre as temáticas, estão: “Os desafios da inclusão na escola”; “Aprendizagem criativa - Faber-Castell”; “Oficina de desenho e narrativa – Sesc”; Encantos com autores e personagens: possibilidade de aprendizagem com recursos didáticos - Play Mais”; “Estratégias de leitura na escola”; “Literatura na educação infantil”; e “Educação literária: o trabalho com o poema em sala de aula”. Também, abrangerá em sua programação o Seminário Internacional de Pesquisa em Leitura, Literatura e Linguagens: novas topografias textuais” e o “Seminário Literatura Gaúcha: Cena Contemporânea";;. Além disso, realiza a 14ª edição do Concurso Nacional de Contos Josué Guimarães.

10 – Acontecerá na maior universidade e cidade do norte do Rio Grande do Sul e no campus mais bonito do mundo

Ao longo de quase 50 anos, a UPF já formou mais de 73 mil profissionais nas mais diversas áreas do conhecimento e contribui para o desenvolvimento de todo o Rio Grande do Sul. A Instituição tem o campus mais lindo do mundo (pelo menos, a gente acha). Em uma área superior a 400 hectares, o campus I da UPF é repleto de áreas verdes e conta ainda com uma Reserva Particular de Proteção Natural (RPPN), que reafirma o compromisso da Instituição de cuidado com o meio ambiente. Também, conta com um Centro de Convivência, onde você encontrará diversas opções de alimentação, serviços bancários, lojas, farmácia e livraria. O município de Passo Fundo é a 7ª maior economia do RS, com uma população próxima dos 200 mil habitantes. É uma cidade conhecida por ser acolhedora e é polo regional nas áreas da saúde, educação e serviço.

Motivos não faltam para participar! Inscreva-se!

E agora que você já conhece todos esses motivos, inscreva-se para participar da 16ª Jornada Nacional de Literatura, a partir desta quarta-feira, 10 de maio, no site www.upf.br/16jornada. Serão disponibilizadas duas mil vagas para a Jornada. Os valores e a programação também podem ser conferidos no site do evento.

A 16ª edição é realizada pela Universidade de Passo Fundo (UPF) e pela Prefeitura de Passo Fundo. A Jornada conta com os patrocínios do Banrisul, da Corsan e da Companhia Zaffari & Bourbon, e com o apoio do Ministério da Cultura, além da parceria cultural do Sesc, dentre outras empresas e órgãos. Informações sobre a programação completa podem ser obtidas no portal www.upf.br/16jornada, pelo e-mail jornada@upf.br ou pelo telefone (54) 3316-8368.

Por: Assessoria de Imprensa
(Fotos: Claudio Tavares)


Galeria de imagens


Rua Dr. João Freitas, 75
99010-005 - Passo Fundo - RS
Telefone (54) 3316 7100

Central de Atendimento
0800 541 7100
pmpf@pmpf.rs.gov.br